O Site do Hardware Livre - OSHW

Novamente em discussão a iluminação azul (MA096)

Em outro artigo deste site (MA090) tratamos da influência da iluminação com excesso de azul no nosso ritmo circadiano, afetando nossa saúde e causando desconfortos como a perda do sono. Novamente este assunto vem à tona em interessante artigo publicado no site da Mouser Electronics que comentamos à seguir, mas que o leitor pode ler na íntegra no link que daremos.

 


 

 

 

Link para o original em inglês completo: http://www.mouser.com/blog/feeling-blue-human-health-in-light-of-led-streetlights?utm_medium=email&utm_campaign=elq-16.1102-apptech-q4-general-en&utm_source=eloqua&subid=f8d14dc73ea74117b099991b5922ea96&utm_content=5593431

Não precisamos dizer que a iluminação de LEDs é o futuro. Muito mais compactos, baratos e eficientes, estes componentes podem produzir muito mais luz por menos watts e durar muito mais.

Além disso, as luzes de LEDs podem ser moduladas ou controladas em brilho em uma ampla faixa dinâmica. Fazer com que as luzes públicas aumentem de brilho ao anoitecer e diminuam ao amanhecer é das possibilidades de aproveitamento dessa característica.

Até mesmo conexão com a internet óptica pode ser obtida modulando-se a luz emitida numa frequência muito alta.

No entanto, com a possibilidade de termos luz de qualquer cor a partir da combinação da luz produzida por 3 LEDs (RGB) de cores diferentes, também surgem alguns problemas que discutimos em outros artigos do site como em ART1435 e mesmo analisando o funcionamento dos LEDs em ART809.

No entanto, já mostramos em artigo que o fato de haver uma forte componente azul nesta iluminação pode trazer alguns impactos negativos para os humanos e neste artigo da Mouser escrito por Paul Golata o problema é discutido com alguns itens adicionais que não levamos em nosso artigo no passado.

Segundo a AMA (American Medical Association) existe uma preocupação com os efeitos deste tipo de iluminação nos seres humanos. Um documento foi publicado por essa associação no sentido de reduzir os perigos da iluminação publica intensa. O leitor pode acessá-lo em:

https://www.ama-assn.org/ama-adopts-guidance-reduce-harm-high-intensity-street-lights

Segundo esse documento, os efeitos não estão limitados aos seres humanos, como já discutimos como a perda de sono pela inibição da produção de melatonina como também para animais e até mesmo plantas.

Algumas espécies animais como pássaros, peixes e insetos necessitam em certos momentos de ambientes escuros em determinados momentos. Nos Estados Unidos parques e reservas biológicas já adotam sistemas de iluminação estudados para não causar impacto nas espécies que abrigam.

Outro ponto discutido na documentação da AMA e também citado no artigo da Mouser é que o excesso de azul na luz causa ofuscamento diminuindo a acuidade visual e o tempo de adaptação da visão às mudanças de intensidade de luz. É por esse motivo que os túneis são iluminados com luz amarela.

O impacto quando saímos do túnel para a luz ambiente e vice-versa é menor, pois os olhos se adaptam mais rapidamente à luz amarela do que a de outra cor.

Em artigo que publicamos neste site e que citamos a utilização de iluminação mais rica em amarelo é altamente recomendável nas residências e nos locais em que não se necessita de uma iluminação mais intensa, tanto por questão de conforto como até mesmo de saúde.

No artigo da Mouser temos a indicação da preocupação com esse fato com a apresentação de produtos de tecnologia WaveMax da Cree ( http://br.mouser.com/cree/ ) que apresentam características que levam em conta esse problema que o nosso mundo enfrenta e tem de se adaptar devidos a uma nova tecnologia.

Para completar, observamos que no passado as tecnologias eram criadas sem muita preocupação com o meio ambiente e a saúde humana.

Quando Edison criou sua lâmpada de filamento ele talvez nunca pensou nos impactos que ela teria no meio ambiente e na saúde humana.

Muitos dizem que naquela época não haviam esses problemas. Na verdade, haviam e muitos, conforme a história da tecnologia nos mostra, o que não havia é a preocupação com eles.

Quando os mostradores de relógio e espelhos de interruptores de parede fosforescentes à base de rádio surgiram, ninguém se preocupou com o fato de que radiação é mortal à longo prazo. O problema existia, mas ninguém o notava ou tinha consciência dela.

E o que não dizer dos encanamentos de água de chumbo que eram usados na velha Roma. Até dizem que a queda do Império Romano se deveu a isso, pois o chumbo causa saturnismo que torna as pessoas indolentes.

Quando os bárbaros invadiram Roma, os soldados estavam indolentes incapazes de defender a cidade devido ao saturnismo...

Enfim, pelo menos hoje há a preocupação com a saúde e o meio ambiente.

 

 

 

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Novidades de Outubro (OP196)

Ainda repercutindo nosso mês de aniversários, completamos o mês com a participação da IoT Latin America 2019 onde atendemos nossos amigos no estande da Mouser Electronics. Como sempre, tivemos a satisfação de encontrar amigos, colaboradores e clientes, trocando ideias sobre negócios e o futuro da tecnologia.

 

Leia mais...

Subir
Há criaturas que, para subirem, descem tanto, que a vitória se transforma em derrota.
Paulo Bonfim - O Colecionador de Minutos - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)