Primeira Saber Eletrônica (HIST049 )

Escrito por Newton C Braga

Em março de 1976 era lançada a primeira Revista Saber Eletrônica de uma nova fase. Esta edição saiu com o número 45, conforme mostramos no editorial da época e nela assumimos o cargo de diretor técnico ficando até 2009 quando nos aposentamos.

A revista não mais existe, mas neste site damos continuidade a nosso trabalhamos e colocamos todos os artigos de nossa autoria, além de alguns outros para os quais tivemos permissão de seus autores. Veja a capa do primeiro número.


 

 

 

Editorial

Ao lançarmos esta Revista o fazemos com a certeza de que estamos contribuindo, a exemplo de publicações congêneres, para o incremento da eletrônica nacional.

Partindo da excelente imagem formada pela Revista Eletrônica, editada pela ETEGIL - Editora Técnico-Gráfica e Industrial Ltda., interrompida em 1971 em seu número 44, decidimos dar prosseguimento à sua edição, seguindo a mesma linha de alto padrão técnico, adaptando-a, entretanto, à nossa época.

O principiante, o “hobista”, o amador, o estudante, poderão contar com uma publicação que certamente atenderá suas necessidades. Abordaremos tudo que interesse ao praticante de eletrônica, seja estudante, técnico ou engenheiro.

Nossos artigos serão tanto práticos como teóricos; informações e noticiários objetivos; nossas montagens, antes de divulgadas, serão comprovadas em laboratório e empregarão componentes existentes no mercado especializado brasileiro.

Nossa Revista procurará contribuir com o esforço das congêneres no sentido de dar ao leitor o que de melhor houver em matéria de eletrônica. E nesta oportunidade, dirigimos nossas homenagens a: A ELETRONICA EM FOCO, ANTENNA, ELETRONICA POPULAR, REVISTA MONITOR DE RÁDIO E TELEVISÃO, MUNDO ELETRONICO e RADIO-TV TECNICO. A estas e a outras que surjam, nossas páginas estarão sempre abertas.

Estaremos inteiramente à disposição do pesquisador, do projetista ou de quem julgue que possa contribuir, de alguma forma, para o desenvolvimento da eletrônica nacional; seus trabalhos sempre serão avaliados para eventual divulgação.

Este primeiro número da nova fase é justamente o reflexo da nossa linha editorial. Como matérias de ordem prática, serão focalizadas desde as mais simples, de modo a permitir sua execução por principiantes (Provador de Continuidade), até às mais avançadas técnicas (Cronômetro Digital); ressaltamos a riqueza de pormenores em todos os projetos de maneira a não deixar nenhuma dúvida quanto às suas execuções.

Por outro lado, para aqueles que desejam uma iniciação em eletrônica, preocupamo-nos com a elaboração de um moderno Curso em Instrução Programada, que fornecerá os fundamentos desta Ciência, permitindo sua prática segura e complementação de seus conhecimentos para uma maior especialização.

O projetista, o pesquisador e o engenheiro, contarão com informações teórico-práticas valiosas do que de mais moderno existir sobre amplificadores operacionais, transistores de efeito de campo, circuitos lógicos, etc.

Para o técnico reparador teremos um artigo especialmente destinado à oficina, com ideias práticas, informações e ensinamentos referentes a processos que possam resultar em melhor aproveitamento de tempo e recursos profissionais.

O ensino profissionalizante será enfocado de forma muito especial.

Dentro do Supletivo, do Colegial Técnico e mesmo na Engenharia Operacional, quase não existem publicações especificas; os artigos teóricos serão dirigidos tanto aos professores como aos alunos, baseados em matérias curriculares e os artigos práticos serão elaborados de modo a permitir suas aplicações nos próprios laboratórios.

Com relação à publicidade, esclarecemos que, para os dois primeiros números, não aceitamos inserções. Com isso queremos propiciar às empresas elementos para a avaliação das nossas possibilidades técnico-gráficas e assim poderem elaborar suas mensagens para melhor atingirem seus objetivos.

Agradecemos e, pedimos escusa àqueles que encaminharam propostas de veiculação que não aceitamos, tendo em vista a linha de trabalho já mencionada.

Finalizando, aproveitamos a oportunidade para informar que, em vista da diretriz editorial, não haverá inserção publicitária paga em nossa capa principal. Reservamo-nos o direito de usá-la para destacar o que julgarmos de maior relevância no setor eletrônico no momento.