Risada Eletrônica (ART1542)

Circuitos que geram sinais de áudio podem ser utilizados para produzir os mais estranhos tipos de som. Um deles é o som de uma boa gargalhada ou risada que até pode lembrar uma bruxa. O circuito simples que descrevemos gera justamente este tipo de som.

Existem alguns tipos de sons, que pela forma de onda mais simples e timbre, podem ser produzidos com certa facilidade por circuitos que usam poucos componentes.

É o caso do circuito que apresentamos aqui e que, usando dois osciladores apenas, imita o som de uma boa risada.

O circuito pode ser usado em brincadeiras, como efeitos em peças teatrais e muito mais.

Alimentado por pilhas ou bateria ele pode ser instalado em brinquedos e até acionado por controle remoto.

Os componentes usados são comuns, exceto o transistor unijunção que é um componente que está caindo em desuso, mas que ainda pode ser encontrado em muitas casas de componentes.

 

Como Funciona

Para gerar um som modulado, semelhante ao de uma risada, precisamos de dois circuitos osciladores de baixa frequência.

Combinando os sinais e aplicando-os a um alto-falante teremos a reprodução do som desejado.

Na figura 1 temos a forma de onda aproximada que corresponde a uma risada.

 

   Figura 1 – O som modulado de uma risada
Figura 1 – O som modulado de uma risada

 

O som, neste caso, varia tanto de frequência como de intensidade, o que lhe dá as características que o diferencia de qualquer outro som.

Nossa ideia é então utilizar um primeiro oscilador que tem por base um transistor unijunção e que é responsável pela modulação, ou seja, pelas variações da intensidade.

Este oscilador não funciona continuamente, mas é disparado.

Quando pressionamos o botão de partida e soltamos, o oscilador começa oscilando produzindo um trem de pulsos que vai reduzindo a intensidade até parar, conforme mostra a figura 2.

 

   Figura 2- O modulador unijunção
Figura 2- O modulador unijunção

 

Este oscilador controla através do transistor Q2 um segundo oscilador que produz o tom de áudio correspondente à risada.

Com os valores dos componentes utilizados temos um som bastante próximo da risada, mas eles podem ser alterados principalmente se for necessário compensar as tolerâncias de valores.

O único ajuste é o da velocidade da risada feito no trimpot.

A alimentação recomendada é de 12 V, mas em alguns casos o circuito funcionará bem com 9 V, possibilitando o uso de uma pequena bateria.

No entanto, dado o consumo, a durabilidade desta bateria não será das maiores.

 

Montagem

Na figura 3 temos o diagrama completo da risada.

 

   Figura 3 – Diagrama da risada eletrônica
Figura 3 – Diagrama da risada eletrônica

 

A técnica ideal de montagem é a que faz uso de placa de circuito impresso, mas o circuito pode ser também montado em matriz de contatos ou mesmo numa ponte de terminais.

Na figura 4 temos disposição dos componentes na ponte de terminais.

 

Figura 4 – Montagem em ponte de terminais
Figura 4 – Montagem em ponte de terminais

 

Na montagem, observe as posições dos transistores e a polaridade dos capacitores eletrolíticos e LED.

Na figura 5 temos as formas de onda no circuito, as quais podem ser observadas com um osciloscópio.

 

   Figura 5 – Formas de onda no circuito
Figura 5 – Formas de onda no circuito

 

O fusível é recomendado apenas no caso do circuito ser utilizado no carro, podendo ser eliminado se for usada uma pequena fonte ou bateria.

 

Prova e Uso

Aperte e solte S1 para que o circuito emita o som de uma risada.

Faça os ajustes desejados em P1.

Para alimentação com 9 V o transistor Q2 pode ser o BD136 e não precisará de dissipador de calor.

 

Q1 – 2N2646 – transistor unijunção

Q2, Q3 – BC548 – transistores NPN de uso geral

Q4 – TIP42 – ver texto

LED 1- LED de qualquer cor

F1 – 5 A- fusível - Ver texto

S1 – Interruptor de pressão NA

S2 – Interruptor simples

FTE – 4 ou 8 Ω x 10 cm – alto-falante

P1 – 22 k – trimpot

R1 – 47 Ω x 1/8 W – resistor – amarelo, violeta, preto

R2, R3 – 10 k Ω x 1/8 W – resistores – marrom, preto, laranja

R4 – 27 k Ω x 1/8 W – resistor – vermelho, violeta, laranja

R5 – 1 k Ω x 1/8 W – resistor – marrom, preto, vermelho

R6 – 2k2 Ω x 1/8 W – resistor – vermelho, vermelho, vermelho

C1 – 220 µF x 16 V – eletrolítico

C2 – 22 nF – poliéster ou cerâmico

C3 – 22 µF x 16 V – eletrolítico

C4 – 10 µF x 16 V – eletrolítico

Diversos:

Placa de circuito impresso ou ponte de terminais, caixa para montagem, fios, solda, etc.

 

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Novembro chegando (OP197)

Novembro é o mês de encerramento das aulas e com isso, diferentemente do que muitos pensam, as atividades estudantis não terminam. Alguns curtirão suas férias, mas outros ficam para exames e mais ainda, precisam terminar seus TCCs.

Leia mais...

Honestidade
O mundo está cheio de pessoas honestas que por toda parte só vêem patifes. (Le monde est plein debraves gens que voient partout que dês dredins.)
Jacques Chardonne (O Amor é muito mais que o amor) - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)