O Site do Hardware Livre - OSHW

Sirene com Controle Remoto (ART1708)

Descrevemos a montagem de um sistema muito simples de acionamento remoto de uma sirene a partir da emissão de luz (que pode ser infravermelha) por um LED comum. O circuito pode ser usado como um alarme remoto ou sistema de alerta de emergência.

O circuito apresentado pode ser usado num sistema de alerta, pedido de socorro ou mesmo alarme com acionamento manual por um pequeno emissor de luz visível ou infravermelha.

O alcance dependerá das condições de iluminação local e da eventual utilização de um sistema óptico no sensor e no emissor, conforme mostra a figura 1.

 

   Figura 1 – O sistema
Figura 1 – O sistema

 

A sirene alimentada pelo circuito tem boa potência, devendo ser usado um alto-falante de pelo menos 15 cm com bom rendimento (imã pesado).

O transmissor é alimentado por uma bateria de 9 V e o receptor por bateria de 6 a 12 V ou fonte de alimentação.

O receptor usa um 555 para controlar um oscilador complementar com dois transistores;

O tempo de disparo é ajustado em P1 e o som da sirene ou oscilador é controlado em P3.

A sensibilidade é ajustada em P2.

O capacitor C3 faz com que o circuito produza um som de frequência crescente, imitando uma sirene.

 

Como Funciona

Na figura 2 temos o diagrama completo do transmissor, que é bastante simples.

 

   Figura 2 – Diagrama do transmissor
Figura 2 – Diagrama do transmissor

 

Como são usados poucos componentes, o transmissor pode ser elaborado com base numa pequena ponte de terminais, conforme mostra a figura 3.

 

   Figura 3 – Montagem do transmissor
Figura 3 – Montagem do transmissor

 

Nesta montagem, apenas tome cuidado com a posição do LED, pois se for invertido, o circuito não funcionará.

Na figura 4 temos o diagrama completo do receptor.

 

   Figura 4- Diagrama do receptor
Figura 4- Diagrama do receptor

 

A placa de circuito impresso para o receptor é mostrada na figura 5.

 

   Figura 5 – Placa para o receptor
Figura 5 – Placa para o receptor

 

Na montagem, observe a posição do circuito integrado e dos transistores, além da polaridade do foto-diodo e dos capacitores.

Tanto no transmissor como no receptor, os resistores são de 1/8 W com qualquer tolerância e os capacitores para 12 V ou mais de tensão de trabalho, exceto C5 que é par 16 V ou mais.

Em lugar do foto-diodo pode ser usado um foto-transistor comum que será ligado conforme mostra a figura 6.

 

   Figura 6 – Ligação de um foto-transistor
Figura 6 – Ligação de um foto-transistor

 

Para testar coloque P1 no tempo mínimo e com a ajuda de uma lanterna ajuste P2 para o disparo e P3 para o som desejado.

Colocando tanto o LED emissor como o foto-diodo num tubinho com lente a diretividade e a sensibilidade serão melhorados, com maior alcance para o sistema.

 

Receptor

CI-1 – 555 – circuito integrado

Q1, Q2 – BC548 – transistores de uso geral

Q3 – TIP32 – transistor PNP de potência

FD – Foto diodo (ver texto)

R1, R4 – 47 k ohms – resistores – amarelo, violeta, laranja

R2 – 22 k ohms – resistor – vermelho, vermelho, laranja

R3 – 10 k ohms – resistor – marrom, preto, laranja

R5 – 1 k ohms – resistor – marrom, preto, vermelho

P1 – 1 M ohms – trimpot

P2 – 100 k ohms – trimpot

P3 – 100 k ohms – trimpot ou potenciômetro

C1 – 10 uF – capacitor eletrolítico

C2 – 22 uF – capacitor eletrolítico

C3 – 47 uF – capacitor eletrolítico

C4 – 47 nF – capacitor cerâmico ou poliéster

C5 – 100 uF – capacitor eletrolítico

FTE – 4 ou 8 ohms – alto-falante

S1 – Interruptor simples

B1 – 6 V ou 12 V – pilhas grandes ou fonte

Diversos:

Placa de circuito impresso, caixa para montagem, fios, solda, etc.

 

 

Transmissor

B1 – 9 V - bateria

LED – LED branco, vermelho ou infravermelho comum

S1 – Interruptor de pressão NA

R1 – 100 ohms a 1 k – conforme a potência do LED

C1 – 100 uF – capacitor eletrolítico

Diversos:

Ponte de terminais, conector de bateria, caixa para montagem, fios, solda, etc.

 

 

 

BUSCAR DATASHEET


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Opinião

Mês de Muito Trabalho (OP197)

   Estamos em setembro de 2018 e continuamos com nosso trabalho, realizando palestras, viagens, escrevendo artigos, livros e muito mais. Em nossas duas últimas palestras, uma na Uninove e a outra na ETEC Albert Einstein, ambas de São Paulo, pudemos constatar de forma bastante acentuada um fato importante , que constantemente salientamos em nosso site desde seu início. 

Leia mais...

Causa
Morrer por uma causa não faz com que essa causa seja justa. (Mourir pour une cause ne fait pas que cetre cause soit juste.)
Montherlant (1896 1972) As Leprosas - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)