O Site do Hardware Livre - OSHW

Sensor de Aproximação ou Passagem (ART4129)

Este é mais um dos experimentos de meus cadernos de anotações dos anos 60. Trata-se de mais uma montagem didática para ensinar óptica e eletrônica que pode ser agregada ao ensino de tecnologia de sua escola segundo o BNCC. Nela usamos os conceitos básicos do artigo anterior (ART4128), que sugerimos ao leitor ler, para ter uma ideia da abordagem que daremos a esta série de artigos.

Colocando o LDR num tubinho de modo a se obter diretividade e a uma certa distância uma fonte de luz, por exemplo, uma lâmpada comum de qualquer tipo, a passagem de um objeto ou pessoa será indicada pelo instrumento.

Nesta versão do experimento usamos um transistor para acionar um pequeno relé. Este relé pode ser usado para controlar uma campainha ou mesmo uma lâmpada de aviso a uma certa distância.

A alimentação de 6 V vem de 4 pilhas, pois usamos um relé de 6 V. Para maior simplicidade do circuito não usamos controle de sensibilidade, mas ele pode ser agregado na forma de um potenciômetro de 100 k em série com o LDR.

O circuito completo do experimento, conforme originais de meu caderno de anotações está mostrado na figura 1.

 

  Figura 1 – O circuito original
Figura 1 – O circuito original

 

No experimento original a fonte móvel (uma lanterna ou o celular) se aproxima do LDR. Chega o momento em que o LDR detecta a aproximação com o aumento da corrente no circuito, fechando assim os contatos do relé.

Como detector de passagem basta colocar uma fonte de luz fixa, e quando algum objeto interromper o feixe de luz o relé que estava ativado, muda de estado controlando uma carga pelos contatos NF.

A seguir temos uma versão moderno que pode ser realizada com componentes modernos.

 

Relé de Sombra

Este circuito pode ser usado como um alarme de passagem, ou para o acionamento automático de um sistema de iluminação ao anoitecer (interruptor crepuscular). A sensibilidade do circuito é ajustada em P1.

O sensor, um LDR comum, deve ser colocado num tubinho que aponte para uma fonte de luz de modo que, ao ser interrompido o feixe, ocorra o acionamento do relé.

A fonte pode ser de 6 ou 12 V conforme o relé usado. Tipos até 100 mA com corrente de contato de acordo com a carga podem ser usados. Na figura 2 temos o diagrama completo do relé de sombra.

 

Figura 2 – diagrama do relé de sombra
Figura 2 – diagrama do relé de sombra

 

A placa de circuito impresso mostrada na figura 3 foi projetada para relés com soquete DIL. Esta placa pode ser alterada para outros tipos de relé.

 

Figura 3 – Placa de circuito impresso para a montagem
Figura 3 – Placa de circuito impresso para a montagem

 

A montagem também pode ser feita em matriz de contato.

Veja no site: MIN437, MIN435, MIN429, MIB436

 

Q1 – BC548 ou equivalente – transistor de uso geral NPN

D1 – 1N4148 – diodo de uso geral

R1 - 4k7 – resistor (amarelo, violeta, vermelho)

LDR – LDR comum

P1 -10k – potenciômetro

K1 - Relé de 6 ou 12 V até 100 mA

Diversos: placa de circuito impresso, fios, solda, etc.

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Novidades de Outubro (OP196)

Ainda repercutindo nosso mês de aniversários, completamos o mês com a participação da IoT Latin America 2019 onde atendemos nossos amigos no estande da Mouser Electronics. Como sempre, tivemos a satisfação de encontrar amigos, colaboradores e clientes, trocando ideias sobre negócios e o futuro da tecnologia.

 

Leia mais...

Televisão
A televisão matou a janela.
Nelson Rodrigues - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)