NOSSAS REDES SOCIAIS -

Novos desafios do ensino a distância (ART4391)

Já há um bom tempo tentativas de se implantar o ensino a distância em diversos níveis educacionais têm sido feitas com maiores ou menores resultados práticos. Além da aceitação, tanto por parte de professores como aluno, esbarra-se na necessidade de se empregar equipamentos apropriados e de se ter um conhecimento básico sobre a utilização das plataformas adotadas. Com as mudanças de hábitos que se afiguram para após a pandemia, que vão significar uma disruptura dos costumes, principalmente relativos à educação, é preciso repensar o ensino a distância, principalmente em nosso país. Nesse artigo expomos algumas ideias que temos sobre o tema.

É claro que o que expomos são ideias nossas baseadas nos mais de 50 anos que temos de experiência em ensino a distância. De fato, começamos nos anos 70 quando o ensino a distância ainda era ensino por correspondência, com as lições enviadas pelo correio, juntamente com material prático, e as respostas aos questionários e exames enviadas de volta da mesma forma.

Do ensino com apostilas e eventuais kits de experiências, ao emprego da instrução programada, passando pelo desenvolvimento de máquinas de ensinar (criamos uma das primeiras no Brasil – ART3373), chegando finalmente aos nossos dias com livros técnicos (cursos) e cursos a distância pela internet (EAD), verificamos uma evolução constante das metodologias, da tecnologia empregada e principalmente do nível de acesso dos professores e estudantes. É justamente desse elo final do processo que pretendemos lançar algumas ideias.

 

Cibertest – Uma máquina de ensinar que criamos nos anos 70
Cibertest – Uma máquina de ensinar que criamos nos anos 70

 

 

A ideia de se usar o computador, telefone celular ou tablet como ferramenta de ensino, substituindo as aulas presenciais e o material escolar básico (livros) é boa, mas será que ela pode ser aplicada eficientemente num país como o nosso?

Uma pesquisa recente mostra perfeitamente as dificuldades que o uso de plataformas de ensino a distância encontrará em nosso país, principalmente se forem implantadas a partir dos níveis mais baixos.

O acesso ao celular e ao computador é limitado e muito mais, a quantidade de informações que podem ser transmitidas, absolutamente necessária se levarmos em conta que o uso de imagens é absolutamente imprescindível.

A parcela da população que tem acesso aos computadores ainda é pequena. Se nos meios sociais mais ricos todos tem computador, isso não ocorre nas classes mais baixas. Além disso, numa grande parte dos casos, o computador presente deve ser compartilhado por diversas pessoas numa mesma residência.

Agrava o problema o fato de que a quantidade de dados que podem ser utilizados pelos assinantes de um acesso à internet, na maioria dos casos é limitado.

Isso ocorre principalmente no caso dos celulares. Se bem que a porcentagem de pessoas que possuam celulares seja maior, os planos que possuem normalmente limitam a quantidade de dados que podem ser recebidos.

Não são raros os planos básicos de baixo custo que, se analisados, não permitem que mais do que uns 45 minutos de vídeo sejam baixados por mês.

Como dar aulas diárias com duração maior que isso para quem tem planos desse tipo?

Evidentemente, se pretendemos pensar num ensino a distância no nosso país, muito deve ser repensado para que todos possam ter acesso. Algumas soluções importantes devem ser adotadas.

A primeira seria abrir o acesso aos estudantes que se matriculassem num curso de modo a permitir que acessem quantidade ilimitada de dados dentro do canal que seja usado pela plataforma. As operadoras e o governo fariam acordos nesse sentido.

A segunda seria dotar os estudantes de menor posse de recursos apropriados ao aprendizado como celulares, tablets e até mesmo computadores capazes de reproduzir convenientemente o material transmitido e dar o devido retorno.

É claro que existem muitos outros problemas consequentes como a cobertura do sistema, o acompanhamento e muito mais.

É, sem dúvida, algo com que devemos nos preocupar no futuro e bem próximo. O ensino será a distância, mesmo que parcialmente, e para que ele funcione é preciso repensar muita coisa. Começamos pelo próprio preparo dos educadores que, nem sempre estão dispostos a mudar seus velhos hábitos de maneira tão simples.

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Em busca de novos tempos

Em nossos últimos artigos, participações em lives, podcasts e vídeos temos ressaltado que estamos rapidamente caminhando para uma mudança de hábitos. São os novos tempos que estão chegando e que, em vista da pandemia estamos buscando para que sejam melhores e que nos tragam esperanças, paz e novos graus de compreensão, principalmente em nível mundial.

Leia mais...

Censura-se
Tal. Censurando-se os outros, condena-se a si mesmo. (Tal biasima altrui Che s stesso condanna.)
Petrarca (1304 1374) - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)