O Site do Hardware Livre - OSHW

Os perigos da radiação ionizante (TP019)

Com os avanços da tecnologia, cada vez mais nos preocupamos com eventuais radiações perigosas que possam ser emitidas pelos aparelhos que usamos.

Fornos de microondas, celulares e outros aparelhos tem sido foco das atenções, pois sabidamente estes aparelhos emitem “ondas” que podem representar um perigo potencial para nossa saúde.

Nesse ponto é preciso saber quais são as radiações perigosas e quais as que não são. Na verdade, todas são perigosas se ficarmos expostos a uma grande intensidade delas.

Em primeiro lugar devemos analisar as ondas eletromagnéticas, como as ondas de rádio, a luz, ultravioleta, infravermelho e outras semelhantes.

As ondas eletromagnéticas de comprimento de onda maior não são ionizantes, ou seja, não conseguem “arrancar elétrons” dos átomos das substâncias, o que poderia causar sua destruição.

Assim, como ocorre no caso do forno de microondas, as radiações aquecem o corpo, provocando o seu cozimento, mas não são retidas pelos corpos, pois as ondas não podem ser armazenadas. Elas simplesmente passam pelo corpo e o efeito, pela sua intensidade, é o aquecimento.

No caso das ondas dos celulares, ocorre o mesmo, elas são de pequena intensidade e simplesmente passam pelos corpos, não sendo retidas.

Alguns estudos associam a possibilidade de dano ao tecido humano pela proximidade que poderia concentrar radiação e com isso aquecer locais específicos da cabeça do usuário.

Para os comprimento de onda menores temos um perigo maior, como no caso da radiação ulttravioleta, raios gama e outras. Essas radiações possuem energia suficiente para romper as ligações entre os átomos e com isso destruindo as substância.

Aplicadas a um ser vivo ela destrói as células, podendo até alterar o DNA e com isso levar ao aparecimento de câncer. No entanto, elas também não são retidas. Elas causam a destruição ao passar pelo corpo, desaparecendo em seguida.

Diferentemente de tudo isso são as radiações atômicas. As substâncias radioativas emitem radiações ionizantes como as que explicamos mas, além disso, a radiação pode ser absorvida pelos núcleos dos átomos que se alteram e a substância se torna também radioativa.

Assim, uma substância que se exponha a radiação atômica também se torna radioativa.

É por este motivo que as usinas que usam a água para sua refrigeração são perigosas. Essa água deve ser contida num sistema fechado e não pode escapar para o meio ambiente, pois tornando-se radioativa também pode contaminá-los.

Os vazamentos são extremamente perigosos, como o que ocorreu no acidente de Fukushima.

De qualquer maneira, prevenir é melhor que remediar. Diante de qualquer aparelho que emita algum tipo de radiação, evite a exposição excessiva.

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Mês de Muito Trabalho (OP197)

   Estamos em setembro de 2018 e continuamos com nosso trabalho, realizando palestras, viagens, escrevendo artigos, livros e muito mais. Em nossas duas últimas palestras, uma na Uninove e a outra na ETEC Albert Einstein, ambas de São Paulo, pudemos constatar de forma bastante acentuada um fato importante , que constantemente salientamos em nosso site desde seu início. 

Leia mais...

Ações
A maioria dos homens é mais capaz de grandes ações do que de boas (La plupart des hommes sont plus capables de grandes aftions que de bonnes)
Montesquieu - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)