Transmissor com Diodo Túnel (TEL198)

Escrito por Newton C Braga

Um transmissor extremamente pequeno, usando componentes comuns, pode ser elaborado com base num componente pouco conhecido: o diodo túnel. O diodo túnel é um componente semicondutor que apresenta uma curva característica com resistência negativa, e por isso pode funcionar como um oscilador de relaxação de alta frequência.

A potência fornecida por um diodo túnel num circuito transmissor e muito pequeno, no entanto, o que ele pode oferecer de vantagem é uma montagem muito compacta e por isso ideal para serviços de espionagem à curtas distâncias.

De fato, o transmissor com diodo túnel cabe numa caixa de fósforos e emite seu sinal a uma distância de até 20 metros, o que significa que ele pode ser escondido facilmente num apartamento ou escritório e seus sinais captados num apartamento vizinho, do andar de cima ou de baixo.

O circuito que descrevemos à seguir usa um diodo túnel AE100, mas qualquer equivalente funciona.

No entanto, alertamos os leitores que, como o diodo em questão é difícil de ser obtido, se houver intenção de montagem, deve-se verificar antes o modo de obtê-lo.

A facilidade de importações de componentes pelo correio permite que este componente seja trazido do exterior a um custo relativamente baixo.

Assim, uma opção é a Mouser Electronics dos Estados Unidos que em seu catalogo tem alguns diodos túnel disponíveis.

Lembramos também que diodos comuns não funcionam neste circuito.

O projeto indicado leva um pequeno microfone de eletreto que permite a captação de conversas em voz normal num ráio de 1,5 a 2 metros, dependendo do ruído ambiente.

Os sinais emitidos podem ser na faixa de FM ou VHF dependendo da bobina escolhida.

 

FUNCIONAMENTO

Na figura 1 temos o diagrama completo do pequeno transmissor com diodo túnel para ser usado em espionagem à curta distância.

 

Figura 1 – Diagrama do transmissor
Figura 1 – Diagrama do transmissor

 

O circuito básico consiste num oscilador de relaxação onde o capacitor C2 se carrega pelo resistor R2 até o ponto de disparo do diodo. Quando o diodo conduz o capacitor C2 se descarrega pela bobina produzindo o sinal que é emitido por uma antena.

O trimpot P1 permite ajustar o ponto em que as oscilações ocorrem.

Variações da frequência são introduzidas pelo sinal do microfone através de C1, modulando assim o sinal.

A alimentação é feita com apenas 1,5 V que pode ser obtido de uma pilha botão, uma pilha ultraminiatura ou, se houver espaço disponível, de uma pilha comum.

 

MONTAGEM

A sua montagem numa pequena placa de circuito impresso é mostrada na figura 2.

 

Figura 2 – Placa para a montagem
Figura 2 – Placa para a montagem

 

Os resistores são de 1/8 W e o diodo admite equivalentes desde que sejam do tipo túnel. O capacitor C1 deve ser eletrolítico para qualquer tensão a partir de 3 V, enquanto que os demais capacitores são cerâmicos.

Para operar na faixa de FM a bobina L1 tem 2+2 espiras e a antena consiste num pedaço de fio de 10 a 40 cm, conforme a disponibilidade de espaço para instalação. Para operar na faixa de VHF entre 110 e 180 MHz a bobina pode ter 1+1 espiras ou 1,5+1,5 espiras, sempre de fio 18 a 22 com diâmetro de 0,5 a 1 cm.

O microfone usado é de eletreto de dois terminais e a chave interruptora pode ser eliminada, encaixando-se a pilha no suporte no momento de usar o aparelho.

A caixa que vai abrigar este circuito deve ser obrigatoriamente de plástico ou outro material não condutor para não impedir a irradiação dos sinais.

 

AJUSTE E USO

Para ajustar o aparelho, um receptor deve ser ligado nas proximidades e o trimpot ajustado até se obter a captação dos sinais.

Eventualmente, as espiras da bobina devem ser apertadas ou distendias de modo a haver um ajuste fino e melhor desempenho do circuito.

Fale diante do microfone para verificar a modulação.

Para usar, basta esconder o aparelho em local que não tenha nas proximidades objetos de metal de grande porte que possam interferir nos sinais e localizar o receptor em local apropriado.

 

 

Semicondutores:

D1 - AE100 ou equivalente - diodo túnel

 

Resistores: (1/8 W, 5%)

R1, R2 -1 k ohms

P1 - 470 ohms - trimpot

 

Capacitores:

Cl - 4,7 uF/3 V - eletrolítico

C2 - 2,2 nF - cerâmico

C3 - 10 nF - cerâmico

 

Diversos:

MIC - microfone de eletreto de dois terminais

S1 - Interruptor simples

Bi1- 1,5 V - pilha - ver texto

A - antena - ver texto

L1 - Bobina - ver texto

Placa de circuito impresso, caixa para montagem, fios, receptor, etc.

 

Artigo Publicado Originalmente em 1985