Defesa Eletrônica (ART2164b)

Um ruído forte e intermitente pode surpreender um atacante fazendo-o parar por um instante, o tempo suficiente para que tenhamos um modo eficiente de defesa ou ainda possamos escapar. Os intimidadores realizam esta função e você pode montar um com facilidade a partir da descrição que damos a seguir.

Ruídos fortes podem ser usados como respostas a ameaças. O atacante, não sabendo do que se trata pode parar por um instante para pensar numa nova tática e com isso dar tempo para que possamos escapar ou encontrar um meio de defesa eficiente.

O circuito que propomos neste artigo faz justamente isso: gera um forte ruído intermitente que pode ser usado com intimidação ou ainda alerta.

Alimentado por pilhas ou bateria ele é muito compacto o que facilita seu transporte numa bolsa ou no bolso, e o uso de um transdutor piezoelétrico garante um bom rendimento na produção do som.

Os dois ajustes existentes permitem que se faça a escolha do melhor som, com maior rendimento de acordo com as características do transdutor usado.

 

CARACTERÍSTICAS

Tensão de alimentação: 6 a 12 V

Corrente máxima: 100 mA

 

COMO FUNCIONA

Duas das quatro portas disparadoras NAND de um circuito integrado 4093B são usadas como osciladores.

O primeiro oscilador elaborado em tomo de Cl-1a opera numa frequência muito baixa determinando a cadência de repetição dos sons.

Esta cadência pode ser ajustada por P1. O segundo oscilador determina a tonalidade dos pulsos a sonoros e sua frequência pode ser ajustada em P2.

Como os pequenos transdutores piezoelétricos, como os que usamos possuem maior rendimento entre 4 e 5 kHz é interessante usar este ajuste para se obter a frequência onde o som é mais intenso.

Os dois sinais são combinados nas duas portas restantes que funcionam como um amplificador digital e ao mesmo tempo um buffer que excita o transistor de potência usado na saída.

Para se obter uma boa excitação do transdutor é conveniente usar tensões elevadas e isso é conseguido com a utilização de um pequeno transformador.

O acionamento do circuito é feito por meio de um interruptor de pressão (S1), o que facilita seu uso.

 

MONTAGEM

Na figura 1 temos um diagrama completo do aparelho.

 

   Figura 1 – Diagrama do aparelho
Figura 1 – Diagrama do aparelho

 

Na figura 2 temos a disposição dos componentes numa placa de circuito impresso.

 

   Figura 2 – Placa para a montagem
Figura 2 – Placa para a montagem

 

 

Os resistores são de1/8 W e os capacitores eletrolíticos são para 12 V ou mais.

O transformador T1 é do tipo de saída com primário entre 200 e 1000 ohms e secundário de 8 ohms.

O buzzer ou transdutor piezoelétrico é do tipo passivo (sem oscilador interno).

O capacitor C2 pode ser cerâmico ou de poliéster.

Para a alimentação podemos usar 4 pilhas pequenas, bateria de 9 V ou mesmo ligar em fonte de 12 V, para uso como alarme.

 

PROVA E USO

Para provar, basta pressionar S1 e depois ajustar P1 e P2 para os sons mais fortes.

Para usar aponte o dispositivo para o agressor simulando seu uso como arma de defesa, o que levará a pensar que se trata de algum dispositivo "desconhecido" e isso pode lhe dar tempo para pensar numa fuga ou outro tipo de reação.

 

 

Semicondutores:

CI-1 - 4093B - circuito integrado CMOS

G1 - TIP31 ou BD135 - transistor de potência

 

Resistores: (1/8 W, 5%)

R1 - 100 k ohms - (marrom, preto, amarelo)

R2 - 10 k ohms - (marrom, preto, laranja)

R3 - 2,2 k ohms - (vermelho, vermelho, vermelho)

P1 -1 M ohms - trimpot

P2 -100 k ohms - trlmpot

 

Capacitores: (eletrolíticos 12 V ou mais)

C1 - 10 uF - eletrolítico

C2 - 47 nF - cerâmico ou poliéster

C3 - 100 uF – eletrolítico

 

Diversos:

T1 - transformador 1 k ohms: x 8 ohms - saída

BZ - Transdutor piezoelétrico – Sem oscilador – ver texto

S1 - Interruptor de pressão

Placa de circuito impresso, soquete para o integrado, caixa para montagem, suporte de pilhas ou conector de bateria, fios, solda, etc.

 


Opinião

O que vem pela frente (OP210)

Uma das características do Instituto Newton C. Braga é a manutenção do ritmo de suas realizações, independentemente do que se passa no nosso mundo. Não foi a pandemia, nem crises de qualquer tipo que alteraram nosso ritmo de trabalho.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)