Silenciador Para Toca Fitas (ART2171)

Existem momentos no trânsito, com seus amigos no automóvel em que você deseja interromper ou baixar a música para dizer alguma coisa ou ouvir alguma coisa que alguém diz. Neste caso, é preciso fazer duas operações que, somadas a atenção do dirigir são incômodas: baixar e levantar o volume. Com o automatismo descrito, a operação é feita de modo automático.

Obs. Este artigo é de 1992, não se aplicando a equipamentos modernos, mas a ideia básica pode ser adaptada para outras finalidades.

Baixar e levantar o volume de um rádio ou toca-fitas de automóveis no trânsito para falar alguma coisa ou ouvir alguém que está no lado é uma operação incômoda.

Mesmo porque, normalmente depois de baixar o volume, para voltar ao anterior precisamos nos concentrar bastante para levar de volta o controle exatamente no nível anterior.

Se isso puder ser feito de modo automático, sem a necessidade de desviar a nossa atenção no trânsito, será muito melhor.

O aparelho que descrevemos serve justamente para isso:

Precisando falar com alguém no automóvel, ouvir alguém ou mesmo silenciar alguma propaganda incômoda basta dar um toque com os dedos no sensor.

O rádio ou toca-fitas baixa o volume sem, entretanto, eliminá-lo, mantendo-o assim por alguns segundos.

No final da temporização que você determina previamente, ele volta ao normal, exatamente no volume para o qual o aparelho estava ajustado.

A instalação da unidade no automóvel é muito simples, já que sua alimentação pode ser derivada da própria alimentação do rádio ou toca-fitas com que ele funcionar.

 

CARACTERÍSTICAS

Tensão de alimentação: 12 V

Consumo sem ativar: 10 mA (tip)

Consumo ativado: 100 mA (tip)

Temporização: 5 segundos a 1 minuto

 

 

COMO FUNCIONA

Quando tocamos por um instante com os dedos no sensor X1 o transistor Q1 é polarizado no sentido de conduzir fazendo com que a tensão no pino 2 do integrado 555 (monoestável) caia abaixo do ponto necessário ao disparo.

Com o disparo, a saída do integrado (pino 3) vai ao nível alto polarizando o transistor Q2 no sentido de fazê-lo conduzir e energizar a bobina do relé.

Com o relé aberto, os alto-falantes são ligados diretamente à saída do aparelho de som do automóvel, funcionando em nível ou volume normal.

No entanto, quando o relé fecha seus contatos, os alto-falantes passam a ficar ligados em série com dois resistores de 47 ohms que atenuam o sinal, baixando assim o volume.

Os valores destes resistores podem ser modificados na faixa de 10 a 100 ohms, sempre com 2 W de dissipação, caso o leitor deseje uma atenuação maior ou menor durante o silenciamento.

O tempo em que o resistor permanece em série e, portanto, o som reduzido depende da temporização do 555 que é ajustada em P1. Valores maiores para C1 permitem estender a faixa de tempos, conforme o gosto do leitor.

 

MONTAGEM

Na figura 1 temos o diagrama completo do aparelho.

 

Figura 1 – Diagrama completo do aparelho
Figura 1 – Diagrama completo do aparelho

 

Na figura 2 temos a disposição dos componentes numa placa de circuito impresso.

 

Figura 2 – Placa para a montagem
Figura 2 – Placa para a montagem

 

 

Os resistores são todos de 1/8 W exceto R6 e R7 que podem ser de fio a partir de 2 W. O sensor X1 consiste numa plaquinha de circuito impresso com duas regiões separadas de aproximadamente 1 mm para que sejam tocadas ao mesmo tempo quando encostamos o dedo.

Este sensor deve ser posicionado no painel em local facilmente acessível ao motorista.

A ligação ao relé dos fios do alto-falante deve ser feita com fio de mesma espessura usada no resto do automóvel, para evitar atenuações no cabo.

O conjunto pode ser instalado numa pequena caixa plástica colocada sob o painel junto ao rádio, peito das saídas dos fios para os alto-falantes.

Observe que o circuito é válido tanto para alto-falantes de 4 como de 8 ohms.

Obs. O artigo se aplica a sistemas de som de baixa potência (até uns 5 W) não devendo ser usados com som de alta potência.

 

INSTALAÇÃO

No próprio diagrama já temos o modo de se fazer a ligação do aparelho à saída do auto-rádio ou toca-fitas.

A alimentação pode ser retirada de qualquer ponto da fiação, mas se o leitor não quiser manter a unidade com um pequeno consumo quando o rádio estiver fora de uso, pode retirar o fio de 12 V depois do interruptor geral do rádio ou toca-fitas.

Outra possibilidade consiste em se incluir um interruptor, mas aí a unidade começa a perder um pouco de sua funcionalidade quanto ao manejo.

Para usar, basta ligar o rádio e tocar em X1 com os dedos e o volume deve abaixar por um tempo que dependerá do ajuste que o leitor fizer em P1.

No final da temporização, o volume volta ao normal.

 

 

Semicondutores:

CI-1 - 555 - circuito integrado

Q1 e Q2 - BC548 -transistor NPN de uso geral

D1 - 1N4148 - diodo de silício de uso geral A

 

Resistores: (1/8 W, 5%)

R1 e R2 - 47 k ohms - (amarelo, violeta, laranja)

R3 - 33 k ohms - (laranja, laranja, laranja)

R4 - 10 k ohms - (marrom, preto, laranja)

R5 - 4,7 k§ ohms - (amarelo, violeta, vermelho)

R6 e R7 - 47 ohms- fio, 2 W

P1 - 1 M ohms - trimpot

 

Capacitores (eletrolíticos para 16 V)

C1 - 47 uF - eletrolítico

 

Diversos:

X1 - sensor - ver texto

F1 - 1 A - fusível

K1 - - Relé de 12 V

Placa de circuito impresso, caixa para montagem, soquete para o integrado, fios, solda, etc.

 

 

 

 


Opinião

Olhando para o futuro

Já estamos aprendendo a viver com a pandemia e nos preparando para os tempos em que tudo voltará ao normal, mas não o normal a que estávamos acostumados. Um novo normal, com novos hábitos, a tecnologia aplicada talvez de uma forma diferente, novas profissões e principalmente tecnologias específicas que antes não haviam sido pensadas.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia