SOM - Alguns termos técnicos (ART1034)

Certos termos técnicos usados em som e música eletrônica não são muito familiares aos nossos leitores. O conhecimento técnico do significado destes termos pode ser fundamental tanto na hora de adquirir um novo equipamento e também para se obter a melhor qualidade de som em uma aplicação. Neste artigo abordamos alguns termos de uso comum em inglês com seu significado.

 

BELL MODES

Quando um alto-falante recebe um sinal de um amplificador para ser reproduzido, ele vibra em resposta a estas frequências, mas também tende a vibrar em frequências em que ele seja ressonante.

As novas frequências produzidas por esta ressonância podem afetar a qualidade do som, sendo denominadas tecnicamente de "bell modes" e são produzidas ao longo da circunferência do cone.

A frequência produzida depende da distância do centro do cone em que o fenômeno ocorre, conforme ilustra a figura 1.

 

Zonas de reprodução sonora de um alto-falante comum.
Zonas de reprodução sonora de um alto-falante comum.



Os fabricantes de alto-falantes conseguem eliminar este fenômeno através de corrugações colocadas em intervalos regulares do cone.

Um alto-falante que consegue eliminar todas estas frequências espúrias de vibrações é denominado "curvilinear" ou "trumpet cone".

Este é o tipo, recomendado para ser usado com instrumentos musicais onde potências elevadas estão envolvidas.

 

BOOMY

Um alto-falante é dito "boomy" quando ele tende a vibrar de forma excessiva em frequências muito baixas.

Normalmente, quando isso ocorre é necessário utilizar um outro gabinete com características de ressonância que evitem o fenômeno.

O que acontece é que os alto-falantes possuem uma frequência de ressonância que está geralmente na faixa inferior dos sons graves, observe a figura 2.

 

Curva típica de impedânia de um alto-falante.
Curva típica de impedânia de um alto-falante.


Quando um som nesta frequência deve ser reproduzido, ele tende a fazer o alto-falante vibrar de modo excessivo, causando uma sensação desagradável em quem ouve.

 

COMPRESSED

Um som é dito "comprimido" quando ele parece não ser reproduzido com a forma esperada. Isso pode ocorrer com um alto-falante novo, e a explicação para o fato, é que um alto-falante tem seu cone feito com polpa de papel agregada a uma mistura de acetona e acrílico.

Este material apresenta uma certa rigidez que faz com que, quando novo, tenha menor flexibilidade afetando, assim a reprodução do som. Depois de algum tempo de uso, esta rigidez diminui e o alto-falante "solta-se", havendo uma melhoria da qualidade do som, que deixa de ser "comprimido".

 

EFICIÊNCIA

A quantidade real de energia elétrica que um alto-falante consegue converter em energia acústica é medida pela sua eficiência.

Por incrível que pareça os alto-falantes não são muito bons neste item, daí a necessidade de se aplicar potências elevadas para obter uma energia acústica apenas razoável.

Um alto-falante comum para equipamentos de som de boa qualidade, tem uma eficiência da ordem de apenas 1%.Em outras palavras, quando você aplica 100 W de potência elétrica de um amplificador num alto-falante, na realidade você estará obtendo, com sorte, apenas 1 watt de energia acústica!

O restante da potência, que não foi convertida em som, estará sendo convertida em calor.

 

FS - SYSTEM FREQUENCY

Todos os equipamentos possuem uma frequência de ressonância, ou seja, uma frequência em que tendem a vibrar naturalmente, quando excitados.

Os alto-falantes, em especial, tendem a vibrar mais intensamente numa baixa frequência, onde sua impedância também é maior, conforme a curva que apresentamos na figura 2.

Nos alto-falantes a frequência de ressonância é determinada por suas dimensões físicas e pela natureza do material do qual é construído, além das características do imã (campo magnético, que funciona como uma mola) e seu formato.

 

SPIDER (ARANHA)

Qual é a função da aranha existente nos alto-falantes?

Para quem não sabe, a aranha é a peça de material corrugado, normalmente marrom ou amarelo, que existe na base do cone.

A finalidade desta peça é proporcionar a força de retorno ao cone, atuando como uma espécie de mola, levando-o de volta para sua posição de repouso depois que ele faz uma excursão para frente ou para trás na reprodução de um som, conforme mostra a figura 3.

 

Estrutura de um alto-falante.
Estrutura de um alto-falante.



SPL

Este termo significa Sound Pressure Level ou Nível de Pressão Sonora.

Esta grandeza é medida em uma unidade denominada Pascal (Pa) e é indicada por muitos fabricantes de alto-falantes como característica de seus componentes.

Da mesma forma que a potência de um alto-falante, a SPL deve ser tanto maior quanto possível para que um bom alto-falante possa suportar a potência aplicada pelo amplificador.

A pressão sonora é calculada em função de diversos parâmetros de um alto-falante, tais como a intensidade do campo magnético do imã, fator Q, a energia magnética produzida pela bobina móvel, peso ou massa do sistema (cone, aranha, etc.).

 

ROMPIMENTO DE BOBINA MÓVEL

A bobina móvel do alto-falante é o elemento que deve receber toda a potência elétrica do amplificador produzindo o campo magnético responsável pela força propulsora do cone.

 

Alto-falante que arranha ou raspa.
Alto-falante que arranha ou raspa.



Nos alto-falantes a bobina está montada num espaço muito pequeno entre o imã e a peça polar, e é presa com substâncias químicas que servem ao mesmo tempo de cola e isolamento.

Se uma potência excessiva for aplicada à bobina móvel, ela tanto se aquecerá como, dilatará ocorrendo então um processo de amolecimento.

Se a bobina não se fundir (abrindo), caso em que o alto-falante fica irremediavelmente danificado, pode ocorrer que, ao se dilatar e afrouxar, ela passe a raspar dentro do pequeno espaço, que tem para se movimentar causando assim, uma forte distorção do som.

Este problema ocorre quando se aplica potência excessiva ao alto-falante ou uma potência maior do que aquela que ele pode suportar.


Opinião

Eventos e muito mais (OP212)

Nosso grande destaque deste mês é o nossa Jornada do Desenvolvimento, que ocorrerá em três etapas sendo a primeira a que foi realizada entre 9 e 13 de agosto. Ela foi uma preparação para as demais que devem ocorrer em setembro e outubro, com oficinas de desenvolvimento com o Edukit SigFox e a Franzininho, numa jornada com os próprios criadores.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia