NOSSAS REDES SOCIAIS -

Aperto de Mão Chocante (ART2560)

Cumprimentar seus amigos com o aperto de mão mais “chocante" do mundo! De fato, com este aparelhinho, você poderá demonstrar toda sua amizade em algumas dezenas de volts que, certamente, farão os cumprimentados vibrarem" de alegria.

Obs. Pela simplicidade e pelos componentes usados, o projeto pode ainda ser feito com facilidade em nossos dias.

Funcionando com pilhas e escondido no bolso, este aparelho gera uma alta tensão inofensiva que pode ser aplicada través de eletrodos colocados na mão, nas ”vítimas" de seu cumprimento!

O oscilador que usamos tem dois transistores e pode converter os 3 volts de duas pilhas pequenas em mais de 100 V (porém inofensivos pelas características do transformador), o suficiente para dar uma boa descarga nas pessoas que forem atingidas.

A montagem do aparelho é muito simples, e sua operação também não apresenta qualquer dificuldade ou perigo.

E claro que, “dar choque nos outros" não pode ser considerada uma brincadeira das mais recomendáveis, por isso, a única coisa que recomendamos aos leitores é que usem o aparelho com moderação, e lembrem-se: o feitiço pode perfeitamente virar contra com o feiticeiro!

 

COMO FUNCIONA

O que temos é um oscilador que utiliza dois transistores complementares.

Um oscilador é um circuito, que a partir de uma corrente contínua pode gerar uma corrente alternada, a qual, conforme já vimos em diversos artigos do site seria mais apropriada à operação de um transformador.

Deste modo, conforme mostra a figura 1, se aplicarmos a corrente deste oscilador num transformador apropriado, ela poderá ser elevada ou reduzida conforme as características deste transformador.

 

Figura 1 – O transformador
Figura 1 – O transformador

 

Se o transformador tiver um secundário de alta tensão, como o que recomendamos, podemos elevar os 3 V para 100 ou mais Volts, mas sob corrente muito reduzida; corrente fraca ainda causa choque, mas evita o perigo de dano físico maior, daí o aparelho ser inofensivo.

O rendimento na conversão de energia, ou seja, na obtenção de alta tensão, depende muito do tipo de transformador usado e da frequência de operação do oscilador.

Podemos ajustar esta frequência justamente através de P1.

Para que o aparelho não fique permanentemente ligado, o que causaria o rápido desgaste das pilhas, existe um interruptor que ficará escondido no bolso do leitor, juntamente com o oscilador e as pilhas, e que será acionado só no momento do cumprimento.

 

MONTAGEM

Na figura 2 temos o diagrama completo do aparelho.

 

Figura 2 – Diagrama do aparelho
Figura 2 – Diagrama do aparelho

 

A montagem realizada numa ponte de terminais é mostrada na figura 3.

 

Figura 3 – Montagem em ponte de terminais
Figura 3 – Montagem em ponte de terminais

 

Veia que temos um eletrodo que deve ser colocado na mão do de entrada leitor, e que sua construção será explicada posteriormente.

Começamos por dar algumas orientações no sentido de fazer a parte eletrônica da montagem:

 

a) Ao soldar os transistores observe sua posição e cuidado para não trocar os dois tipos. O transistor Q1 é BC548 ou equivalente como o BC237, BC238 ou BC547.

Já Q2 é PNP e pode ser o BC557 ou BC558.

 

b) O transformador é o único componente crítico desta montagem. Podemos usar qualquer transformador cujo enrolamento (primário) seja de 110 V ou 220 V (não se preocupe com estes valores, pois a tensão que vai sair não será nenhuma delas!), e o secundário de 4,5; 6,9 ou mesmo 12 V com corrente entre 100 mA a 250 mA. Será conveniente escolher um de reduzidas dimensões, pois ele deve ficar no aparelho escondido no bolso. Observe a ordem de Iigação dos fios, pois se for invertida o aparelho não funcionará.

 

c) O trimpot é de 100 k e ajusta o ponto de funcionamento. Os resistores são de 1/8 W ou ¼ W e os capacitores cerâmicos de 100 nF ou valores próximos.

 

d) Para as duas pilhas pequenas deve ser usado um suporte apropriado e a polaridade dos fios deve ser seguida. Vermelho positivo.

 

e) Os eletrodos devem ser construídos pelo próprio leitor. Na figura 4, temos a maneira mais simples de fazermos estes eletrodos.

 

Figura 4 – Os eletrodos
Figura 4 – Os eletrodos

 

São usadas duas chapinhas de metal grudadas numa base de fibra ou mesmo papelão (qualquer material isolante), de modo a poder ser acomodada na palma da mão.

Dois fios bem finos de ligação são usados na conexão ao aparelho. Não use fios esmaltados ou desencapados pois pode haver o perigo do choque para você!

 

f) Temos ainda o interruptor de pressão, do tipo botão de campainha, que será pressionado quando quisermos dar o choque em alguém.

Terminando a montagem, confira tudo antes de fazer a prova de funcionamento.

Coloque duas pilhas novas no suporte. Depois, encoste os dedos nos eletrodos e aperte o betão S1, conforme mostra a figura 5.

 

Figura 5 - Testando
Figura 5 - Testando

 

Deve haver um choque cuja intensidade será ajustada em P1.

Deixe o aparelho ”afinado" segundo sua vontade. Depois, é só usar. Mas atenção: não pense que você vai dar choques assim, fios outros, sem fazer nenhuma.

Isso significa que, além da coragem para experimentar o aparelho, você também vai precisar de coragem para usá-lo.

De qualquer maneira, se a descarga estiver muito forte, é só reajustar P1, reduzindo sua intensidade.

Observamos finalmente, que o botão S1 de pressão mantém o aparelho desligado, o que quer dizer que, não estando pressionado, não há gasto das pilhas.

Q1 - BC548 ou equivalente transistor

Q2 - BC558 ou equivalente transistor

T1 - Transformador (ver texto)

R1 - 4k7 x 1/8 W - resistor (amarelo, violeta, vermelho)

R2 - 1k2 x1/8 W - resistor (marrom, vermelho, vermelho)

P1 - Trimpot de 47 k ou100 k

C1, C2 – 100 nF(104) - capacitores cerâmicos

S1 - Interruptor de pressão

B1 - Duas pilhas pequenas – 3 V

Diversos: ponte de terminais, caixa para montagem, eletrodos de contato (ver texto), fios, solda, suporte para duas pilhas pequenas etc.

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Mundo diferente (OP203)

Em plena pandemia já estamos nos preparando para o mundo diferente que teremos a partir de agora. A disruptura que está ocorrendo está mudando nossos hábitos de uma forma que sabemos ser irreversível. Os hábitos de compras, os eventos, festas, o ensino, tudo mais deve mudar com o uso predominante da tecnologia.

Leia mais...

Talento
Com o talento faz-se o que se quer. Com o gênio, faz-se o que se pode. (Avec le talnt on fait ce quon veut. Avec le gênie on fai ce quon peut.)
Ingres (1780 - 1867) - Diário - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)