Transmissor de FM ultraminiatura (TEL165)

Escrito por Newton C Braga

Nosso primeiro projeto é de um transmissor que pode ser instalado numa caixa tão pequena quanto um maço de cigarros, e com ajuda de pilhas ainda menores, numa caixa de fósforos.

Usamos microfone de eletreto para maior sensibilidade e seu alcance em campo aberto pode ser maior que 100 metros.

Seu sinal poderá ser captado em qualquer rádio de FM, de carro ou portátil, com ótima qualidade de som.

 

O circuito

Temos um único transistor oscilador do tipo BF494 ou BF495, que é modulado em base pelo microfone de eletreto. A alimentação pode ser feita por 3 V (duas pilhas) e para maior alcance, com 6 V (4 pilhas) ou até mesmo com 9 V (Bateria).

A frequência é determinada por L1 e CV. L1 é uma bobina com 3 ou 4 voltas de fio comum ou esmaltado grosso (18 ou 20) enroladas num lápis como referência (depois o lápis é retirado).

O trimmer pode ser de qualquer tipo, com base de plástico ou porcelana.

Nele será ajustada a frequência do transmissor e se não for possível captar o sinal na faixa de FM devemos alterar o número de voltas da bobina.

A modulação é feita através do capacitor C1, que transfere para o transistor o sinal de áudio.

Muito importante neste circuito é C3, que pode ter valores entre 3p3 e 6p8.

Este capacitor, de certo modo, influi na frequência, pois é responsável pela realimentação.

A antena é ligada no coletor do transistor na versão básica, mas para se evitar instabilidade e melhorar o desempenho, o leitor pode experimentar fazer sua ligação numa tomada de L1.

 

Montagem

O diagrama do aparelho é mostrado com os valores de todos os componentes na figura abaixo.

 

Diagrama do transmissor
Diagrama do transmissor

 

Na figura a seguir mostramos a placa de circuito impresso em que deve ser feita a montagem.

 

Placa para a montagem
Placa para a montagem

 

Os resistores são de 1/8 ou 1/4 W e os capacitores devem ser todos cerâmicos, em especial atenção com C3, que deve ser cerâmico de disco e de boa qualidade

O microfone de eletreto usado é de 2 terminais, devendo ser observada sua polaridade: o fio vermelho corresponde ao (+)

Para as pilhas deveremos usar um pequeno suporte e o interruptor geral S1 pode ser omitido. Neste caso, para desligar o aparelho bastará tirar as pilhas do suporte.

Na figura abaixo damos uma sugestão de caixa em que este transmissor pode ser montado.

 

Figura 8 – Sugestão de caixa
Sugestão de caixa

 

A antena consiste num pedaço de fio rígido de 20 a 40 cm de comprimento. mas também pode ser usada um antena telescópica comum.

A caixa não deve ser metálica, para se evitar instabilidades e, ao usar o aparelho, o operador deve evitar qualquer movimento brusco, de modo a não fazer fugir a frequência.

 

Ajuste e operação

Para ajustar o transmissor ligue a uma distância de 3 a 5 metros um rádio FM fora de estação (numa frequência livre). Em seguida, coloque as pilhas no transmissor e ajuste vagarosamente com uma chave de fendas o trimmer CV até ouvir o sinal na forma de uma espécie de sopro. Quando isso acontecer fale no microfone e veja se sua voz sai claramente. Se houver fuga da frequência, ou então, quando você se afastar o sinal sumir, logo é sinal que não é este ainda o sinal principal (fundamental).

Continue ajustando até “pegar” o sinal mais forte. Afaste-se do rádio falando no microfone, para verificar se o alcance satisfaz.

Uma vez comprovado o funcionamento é só usar o aparelho.

Você pode ser um espião, ou usá-lo como microfone volante ou para comunicados a curta distância. Numa viagem você pode usar este transmissor para falar de um carro para outro

 

Q1 - BF494 ou BF495 - transistor de RF

MIC - microfone de eletreto de 2 terminais

B1 - 2 ou 4 pilhas pequenas

CV, L1 - ver texto

R1 - 10 k (marrom, preto, laranja) - resistor

R2 -12 k (marrom, vermelho, laranja) - resistor

R3 – 8k2 (cinza, vermelho, vermelho) - resistor

R4 - 56 Ω (verde, azul, preto) - resistor

C1, C4 -100 nF - capacitor cerâmico

C2 - 4n7 - capacitor cerâmico

C3 - 5p6 - capacitor cerâmico

S1 - interruptor simples

Diversos: suporte de duas ou quatro pilhas, caixa para montagem, placa de circuito impresso, fios etc.