Diodos - Como Testar (ALM298)

A prova de diodos semicondutores, tanto do tipo retificador como de uso geral é muito simples. Utiliza-se para essa finalidade um multímetro comum ou um provador de continuidade.

Parte-se do próprio comportamento elétrico de um diodo em boas condições para a avaliação de seu estado. Conforme sabemos, os diodos semicondutores caracterizam-se por:

a) apresentar uma baixa resistência à circulação da corrente quando polarizados no sentido direto.

b) Apresentar uma elevada resistência (ou infinita) à circulação da corrente quando polarizados no sentido inverso, conforme mostra a figura abaixo.

 


 

 

Para os diodos comuns usados em eletrônica, a resistência no sentido direto varia entre algumas dezenas de Ω e alguns milhares de Ω, enquanto que a resistência no sentido inverso vara entre algumas centenas de milhares de Ω a vários megohms.

 

Prova com o Multímetro

Pode ser usado qualquer multímetro comum na escala de resistências intermediária ou mais alta (x 100 ou x1k), para a prova de diodos retificadores e de sinal. O procedimento é o seguinte:

a) Encoste uma ponta de prova do multímetro em cada um dos terminais do diodo e anote a resistência medida.

b) Repita a operação invertendo as posições das pontas de prova, ou seja, encosta-se a ponta vermelha no terminal em que antes estava a ponta preta. Anota-se a resistência medida.

c) Numa das medidas deve-se ler uma alta resistência e na outra uma baixa resistência. A ordem de leitura não importa.

Para diodos retificadores de silício comuns, a resistência no sentido direto, ou seja, a baixa resistência, deverá estar entre 500 Ω e 3 000 Ω, conforma tensão que o multímetro usa para a prova. A resistência anotada no sentido inverso deverá estar entre 5 M Ω e 100 M Ω, conforme o diodo. Veja a figura abaixo.

 


 

 

Para diodos de sinal, as resistências no sentido direto, ou seja, a baixa resistência, deve estar entre 1 k e 10 k Ω, enquanto que a resistência no sentido inverso, deve estar entre 2 M e 100 M.

 

Prova de Continuidade

A prova de continuidade de diodos pode ser feita com qualquer provador de continuidade ou com o circuito simples mostrado na figura abaixo.

 


 

 

 

Da mesma forma que no caso do multímetro, um diodo em bom estado conduz a corrente e faz acender o LED na polarização direta, e não conduz mantendo o LED apagado na polarização inversa.

 

Defeitos

* Se a resistência for baixa nas duas provas, isso significa que o diodo está em curto.

* Se a resistência for alta nas duas provas, isso significa que o diodo está aberto.

* Uma resistência entre 50 k e 1 M na prova inversa, indica um diodo com fugas.

 

Essas provas também permitem fazer a identificação dos terminais de um diodo sem marcações.

 

 

 

Ver também

* Selênio

* Silício

* Zener (diodos zener)

* Varicap

* LEDs

* Schottky

* Multímetro

 

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia