Efeito das pontas

Num condutor eletrizado, as cargas tendem a distribuir-se de tal modo a haver um acúmulo maior nas regiões de maior curvatura, ou seja, nas “pontas”. Assim, para o condutor da figura 1, as cargas acumulam-se em maior quantidade na parte mais “pontuda”, e se sua curvatura for muito grande, ou seja, se esta ponta for aguçada, o acúmulo será tal que  pode ocorrer uma fuga ou escape das cargas elétricas.

 

 

Eletrizando-se um corpo dotado de uma ponta com uma carga de grande valor ( sob potencial muito alto) pode-se observar a fuga das cargas sob a forma de um “vento”  que em alguns casos ioniza o ar aparecendo sob a forma de pequena chama azulada.

 

O torniquete elétrico, mostrado na figura 2 aproveita este efeito. Trata-se de uma pequena hélice de pontas aguçadas, a qual colocada em contacto com um corpo carregado gira com força e velocidade que dependem da carga fornecida pelo corpo. O que ocorre é que a fuga das cargas pelas suas pontas faz com que surja uma força capaz de impulsioná-la.

 

 

O Motor Iônico funciona segundo o mesmo princípio. Uma alta tensão é gerada e aplicada a um eletrodo em forma de ponta num ambiente em que se injetá gás. O gás é carregado e repelido em alta velocidade propulsionando o foguete.


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia