Gerador de Campos Biomagnéticos (ART1675)

Este circuito gera campos magnéticos cuja frequência é dada por um oscilador de relaxação podendo ser usado experimentos diversos em biologia, e mesmo teste de imunidade à campos por aparelhos eletrônicos. O aparelho é simples de montar e usa componentes comuns.

O aparelho que descrevemos gera um forte campo magnético cuja frequência depende do ajuste de um potenciômetro, mas ficam na faixa de áudio.

Os componentes usados são comuns e ele funciona tanto na rede de 110 V como de 220 V.

O que temos é um SCR aplicando uma corrente contínua pulsante a uma bobina que possui um bastão de ferrite.

Para gerar os pulsos temos um oscilador de relaxação com uma lâmpada neon.

Na figura 1 temos o diagrama completo do gerador.

 

   Figura 1 – Diagrama do gerador
Figura 1 – Diagrama do gerador

 

A montagem pode ser feita numa ponte de terminais com a disposição mostrada na figura 2.

 

Figura 2 – Montagem em ponte de terminais
Figura 2 – Montagem em ponte de terminais

 

A bobina L1 é enrolada numa metade de núcleo de ferrite obtida de um transformador de flyback retirado de um antigo televisor analógico.

Essa bobina consiste em 30 a 100 espiras de fio comum, por exemplo, fio telefônico de par trançado.

O capacitor eletrolítico C1 deve ter tensão de trabalho de pelo menos 200 V se a rede for de 110 V e 400 V se a rede for de 220 V.

R1 é de fio e seu valor depende da rede de alimentação.

O SCR pode ter sufixo B ou D se a rede for de 110 V e sufixo D se a rede for de 220 V.

Para usar, basta aproximar a bobina do local em que se deseja aplicar o campo magnético.

Como o aparelho tem conexão direta com a rede de energia, ele deve ser instalado em caixa de plástico ou madeira para evitar um contato que possa causar choques.

A frequência dos pulsos é ajustada em P1.

 

 

SCR – TIC106B ou D – ver texto

D1 – 1N4004 (110 V) ou 1N4007 (220 V) – diodo de silício

NE-1 – Lâmpada neon NE-2H ou equivalente

R1 – resistor de fio – ver texto

R2 – 22 k ohms x 1/8 W – resistor – vermelho, vermelho, laranja

R3 – 2k7 ohms x 1/8 W – resistor – vermelho, violeta, vermelho

P1 – 1M ou 2M2 – potenciômetro

C1 – 1 a 10 uF – capacitor eletrolítico – ver texto

Diversos:

Cabo de força, núcleo de ferrite, fios, solda, etc.

 

 

 

 

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia