Arqueologia 28 - Anúncios do passado - 1956 (ART4948)

Em mais uma viagem ao passado voltamos ao ano de 1956 e 1957 no Brasil, onde visitamos algumas empresas de eletrônica muito famosas, mostrando seus anúncios em revistas, como a revista Antenna e a revista Eletrônica Popular.

No passado, como eram chamados os “reclames” eram bastante interessantes, alguns pela sua ingenuidade e outros pela sua criatividade, marcando assim uma época.

Quem não se lembra de anúncios como das lojas Mappin, Bombril, Leite Moça e outros que apareciam nas revistas da época. O mesmo aconteceu com a eletrônica com diversos anúncios de produtos que realmente marcaram uma época, ficando muito conhecido entre os praticantes antigos da eletrônica. Vamos relembrar alguns, numa visita imaginária ao passado através de nossa coleção de revistas antigas. Usaremos a revista que talvez tenha sido a mais importante na minha carreira. A Eletrônica Popular a partir de 1957.

Começamos pela edição de maior de 1956, cuja capa aparece na figura 1.

 

Figura 1 – Eletrônica Popular de maior de 1956, a primeira da série em português que já existia há mais tempo na versão em inglês.
Figura 1 – Eletrônica Popular de maior de 1956, a primeira da série em português que já existia há mais tempo na versão em inglês.

 

 

Um primeiro anúncio que destacamos é da Casa Sotto-Mayor, mostrado na figura 2. Naquela época eram vendidos rádios em kits que muitos técnicos compravam, montavam e revendia funcionando aos seus clientes, obtendo assim uma excelente fonte de renda.

 

Figura 2 – Rádio em kit da casa Sotto-Mayor
Figura 2 – Rádio em kit da casa Sotto-Mayor

 

 

O excelente receptor de 5 válvulas com 3 faixas de onda podendo também ser comprado pronto.

Outro anúncio interessante, mostrado na figura 3 foi o da S Eletro Acústica. Essa empresa fabricava cristais para toca-discos (fonocaptores) e também microfones.

 

Figura 3 – Anúncio da S Eletro Acústica.
Figura 3 – Anúncio da S Eletro Acústica.

 

 

Naquela época a IBRAPE, uma divisão da Philips já estava presente em nosso país com seus produtos de excelente qualidade. Na figura 4 dois anúncios dessa empresa.

 

Figura 4 – A IBRAPE também fabricava válvulas e muitos outros tipos de componentes.
Figura 4 – A IBRAPE também fabricava válvulas e muitos outros tipos de componentes.

 

 

Muitas lojas de componentes ficaram famosas na época, sendo procurada por todos que precisavam de peças de confiança. No Rio de Janeiro, as Lojas Nocar eram famosas, como mostra o anúncio da época na figura 5.

 

Figura 5 – Uma grande loja de componentes da época
Figura 5 – Uma grande loja de componentes da época

 

 

Uma outra empresa que se destacou na época foi a Rádio e Televisão Windsor que também vendia kits como o seu Diamond RE-79, mostrado no anúncio da figura 6. Como já explicamos, muitos técnicos compravam os kits para montar e vender.

 

Figura 6 – O Diamond RE-79 da Windsor – rádio valvulado em kit
Figura 6 – O Diamond RE-79 da Windsor – rádio valvulado em kit

 

 

Famosa já naquela época, a Stevaux era conhecida pelos seus transformadores, usados nos amplificadores valvulados. Na figura 7 temos um anúncio dessa empresa.

 

Figura 7 – Stevaux – grande fabricante de transformadores
Figura 7 – Stevaux – grande fabricante de transformadores

 

Também já existiam na época os televisores em kit. Da mesma forma que no caso dos rádios, muitos técnicos compravam os kits e montavam para vender, ganhando assim algum dinheiro.

 

Figura 8 – Televisor em kit da Inelbras de 1956
Figura 8 – Televisor em kit da Inelbras de 1956

 

 

Observe que ele era totalmente valvulado.

Outra empresa de transformadores que marcou época foi a Wilkason que, na opinião de muitos adeptos dos valvulados era fabulosa, e até hoje mostram com orgulhos os aparelhos restaurados que levavam seus componentes. Na figura 9 um anúncio da Wilkason mostrando seus transformadores.

 

Figura 9 – Os transformadores da Wilkason para alta fidelidade eram muito procurados
Figura 9 – Os transformadores da Wilkason para alta fidelidade eram muito procurados

 

 

Completamos nossa visita ao passado com o primeiro anúncio de um componente inovador na revista Eletrônica Popular de janeiro de 1957.

Os transistores estavam se tornando populares e a bobina era um componente crítico dos receptores. Assim, as bobinas de ferrite ainda eram um componente misterioso e a possibilidade de comprar uma pronta era algo que atraia.

Assim a SNE, uma empresa de São Paulo, lançou no mercado a Supertena OM-100, uma bobina especial para receptores de ondas médias. Ninguém pensava na época em montar um rádio sem colocar na sintonia uma Supertena OM-100. Na figura 10 o anúncio dessa fabulosa bobina.

 

Figura 10 – A Supertena OM-100
Figura 10 – A Supertena OM-100

 

 

Poderíamos continuar garimpando os anúncios do passado, mas estamos voltando, satisfeitos por sermos de uma época em que eles nos serviram, pois usamos as informações, compramos e usamos os produtos e ficamos muito satisfeitos com o que vimos.

 

 

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia