Conheça o Computador em Módulo Freescale Vybrid Colibri VF61 da Toradex (MIC108)

Este importante SoC utilizado pelos computadores em módulo Toradex (https://www.toradex.com/) recebe a denominação Vybrid VF61, que também inclui o VF50 abordado em outro artigo deste site (MIC106). Este SoC de entrada consiste num single core ARM Cortex A5 + ARM COtex M4 otimizado para aplicações simples e o módulo avançado é ideal para aplicações em interface homem máquina (IHM), dispositivos industriais, equipamentos de segurança, dispositivos robustos e sistemas operador por baterias como robôs e veículos industriais. Veja neste artigo mais sobre o VF61 e de que modo ele pode ser usado no desenvolvimento de produtos modernos direcionados a diversas aplicações industriais.

O Colibri VF610 é mais um membro da família de computadores embarcados em módulos ARM Colibri.

Este computador em módulo possui um conector SODIMM baseado no system-on-chip Freescale Vybrid.

A CPU Cortex A5 tem um pico de processamento de 500 MHz.

Com esses recursos e outros, o módulo apresenta uma relação custo/benefício excelente, sendo ideal para soluções que atualmente utilizam um sistema operacional comercial no core A5 e um RTOS no Cortex M.

A família Vybrid VF5xx consiste numa solução single-core (ARM Cortex-A5) com 1,5 MB de SRAM, interface para memória DDR3, duas high-speed USB com PHY, duas Ethernets com L2 e interface para câmera de vídeo digital. Os módulos VF5xx tem sua pinagem compatível com o VF6xx que também inclui um segundo core (Cortex-M4), que em algumas aplicações elimina a necessidade de uma MCU externa ou um FPGA.

Um ponto importante a ser ressaltado neste produto da Toradex é que o aumento de capacidade é facilitado.

Isso significa que os clientes existentes se beneficiam da facilidade de migração entre os atuais módulos das famílias Colibre PXAxxx e Colibri Txxx para o Colibri V50.

Todos os módulos são eletricamente compatíveis pino a pino.

Novos clientes vão gostar da facilidade de selecionar o módulo Colibri, que seja mais adequado a sua aplicação para obter uma relação entre preço/desempenho otimizada e sem a necessidade de um projeto de placa de suporte para cada módulo.

 

Colibri VF61
Colibri VF61

 

Na figura 1 temos o diagrama de blocos do VF61.

 

Figura 1 – Diagrama de blocos do VF50.
Figura 1 – Diagrama de blocos do VF50.

 

No site da Toradex é possível baixar o datasheet completo deste módulo e também adquirir uma placa de avaliação.

Na tabela abaixo algumas funções disponíveis:

 


 

 

A interface I2C do Colibri VF61 contém 4 controladores I2C na versão 2.0 apenas sem o modo de alta velocidade. Os destaques:

 


 

 

Os principais recursos da µART são:

 


 

 

Os destaques dos 4 controladores SPI da VF61 são:

 


 

 

A VHF50 também possui o recurso QuadSPI (Quad Serial Peripherial Interface) que é uma interface SPI com quatro linhas de dados bidrecionais em lugar de uma de transmissão e outra de recepção. Esta interface é usada na conexão de dispositivo flash. Como esta função não é compatível com a família Colibri o VF50 possui um conector com pinos SODIM como função secundária. Com isso temos os seguintes destaques:

 


 

 

Para aplicações de controle, a função PWM é fundamental. Nos módulos VF61 este recurso é fornecido pelo FlexTimer Module (FTM). Pinos para esta função são especificados no conector SODIMM e além dos 4 pinos padronizados PWM o módulo fornece 13 pinos PWM como função secundária no conector SODIMM. Os destaques são:

 


 

 

Outros recursos e destaques podem ser obtidos acessando-se o datasheet do módulo VF50 no site da Toradex.

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia