Receptor simples de duas válvulas (V1001)

 

Um circuito equivalente ao receptor simples de dois transistores pode ser obtido com a utilização de duas válvulas. Neste caso também, j a poderemos ter um sinal de intensidade suficiente para fazer acionar um alto-falante, conforme mostra o circuito da figura 1.


|- CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR -|

 

 


|- CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR -|

 

O seu funcionamento é semelhante do equivalente transistorizado com o sinal que sai do circuito de sintonia sendo amplificado pela primeira válvula e depois levado à segunda.

O modo como o sinal passa da primeira para a segunda válvula é, entretanto, um pouco diferente.

O sinal é retirado da placa ou anodo da válvula passando para a grade da segunda válvula por meio de um capacitor. Este tipo de transferência de sinal recebe o nome de “acoplamento RC” (RC de resistor-capacitor) já que este componente tem a propriedade de deixar passar somente o sinal mas não as correntes de polarização das duas válvulas que chegam ás mesmas pelos resistores correspondentes.

Na saída da segunda válvula, ou Seja, em seu anodo é ligado o transformador de saída e portanto o alto-falante. As saídas das válvulas são de alta impedância o que exige o emprego do transformador em questão na alimentação do alto-falante que é de baixa impedância.

Este rádio apresenta inconvenientes para o uso portátil. Um deles e a necessidade de fontes de alimentação volumosas para os filamentos das válvulas e para seus circuitos propriamente ditos.

Os filamentos devem ser alimentados por tensões baixas normalmente entre 6 a 12 V e os circuitos de placas por tensões elevadas situadas normalmente entre 80 e 250 volts.

O circuito de fonte usando o transformador para o primeiro rádio a válvula que descrevemos também serve para a alimentação deste. O transformador deve ser capaz de fornecer a corrente que os dois filamentos em conjunto precisam para seu aquecimento.

Veja o leitor que nenhum dos rádios que descrevemos agora precisa de qualquer ajuste para funcionar, e esta é uma das vantagens dos circuitos simples que mostramos. É por este motivo que muitos cursos técnicos antes de partirem diretamente para a montagem de rádios comuns fazem com seus alunos realizem a montagem destes rádios se bem que já sejam completamente superados em termos de desempenho.

Os defeitos que estes rádios podem apresentar são o enfraquecimento ou queima das válvulas; falhas dos componentes de polarização e acoplamento e ainda os problemas de interrupção ou curto nas espiras da bobina de sintonia.

Como o rendimento deste rádio não é enorme deve-se utilizar uma antena externa principalmente para excitação com bom volume do alto-falante.

 

Receptor simples de duas válvulas (V1001)

Um circuito equivalente ao receptor simples de dois transistores pode ser obtido com a utilização de duas válvulas. Neste caso também, j a poderemos ter um sinal de intensidade suficiente para fazer acionar um alto-falante, conforme mostra o circuito da figura 1.


|- CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR -|

 

 


|- CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR -|

 

O seu funcionamento é semelhante do equivalente transistorizado com o sinal que sai do circuito de sintonia sendo amplificado pela primeira válvula e depois levado à segunda.

O modo como o sinal passa da primeira para a segunda válvula é, entretanto, um pouco diferente.

O sinal é retirado da placa ou anodo da válvula passando para a grade da segunda válvula por meio de um capacitor. Este tipo de transferência de sinal recebe o nome de “acoplamento RC” (RC de resistor-capacitor) já que este componente tem a propriedade de deixar passar somente o sinal mas não as correntes de polarização das duas válvulas que chegam ás mesmas pelos resistores correspondentes.

Na saída da segunda válvula, ou Seja, em seu anodo é ligado o transformador de saída e portanto o alto-falante. As saídas das válvulas são de alta impedância o que exige o emprego do transformador em questão na alimentação do alto-falante que é de baixa impedância.

Este rádio apresenta inconvenientes para o uso portátil. Um deles e a necessidade de fontes de alimentação volumosas para os filamentos das válvulas e para seus circuitos propriamente ditos.

Os filamentos devem ser alimentados por tensões baixas normalmente entre 6 a 12 V e os circuitos de placas por tensões elevadas situadas normalmente entre 80 e 250 volts.

O circuito de fonte usando o transformador para o primeiro rádio a válvula que descrevemos também serve para a alimentação deste. O transformador deve ser capaz de fornecer a corrente que os dois filamentos em conjunto precisam para seu aquecimento.

Veja o leitor que nenhum dos rádios que descrevemos agora precisa de qualquer ajuste para funcionar, e esta é uma das vantagens dos circuitos simples que mostramos. É por este motivo que muitos cursos técnicos antes de partirem diretamente para a montagem de rádios comuns fazem com seus alunos realizem a montagem destes rádios se bem que já sejam completamente superados em termos de desempenho.

Os defeitos que estes rádios podem apresentar são o enfraquecimento ou queima das válvulas; falhas dos componentes de polarização e acoplamento e ainda os problemas de interrupção ou curto nas espiras da bobina de sintonia.

Como o rendimento deste rádio não é enorme deve-se utilizar uma antena externa principalmente para excitação com bom volume do alto-falante.

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia