Coluna Tec - 13 a 17 de setembro de 2021 (TEC059)

Como de costume , todas as sextas temos aqui no site do Instituto os mais inusitados projetos eletrônicos, dicas de leitura e de projetos que rolam no mundo da tecnologia por Marcos de Lima Carlos.

 

Projetos

Arduino Cable Tracer

 


| Clique na imagem para ampliar |

 

Se você já crimpou algum cabo de rede sabe a necessidade de um testador de cabos. Embora esse não seja para RJ45 os cabos USBs, com o advento dos smartphones, sofrem com o tempo algum tipo de avaria. Esse projeto é bem interessante para detectar esses problemas.

Assita ao vídeo: https://youtu.be/ljssJ0HwHGw

 

Visor com LCD nokia modificado

 


| Clique na imagem para ampliar |

 

Hoje em dia, todos estão entusiasmados com os painéis OLED transparentes, mas onde está o amor pelo clássico Nokia 5110 LCD? Como o autor demonstra em sua última criação, tudo o que você precisa fazer é retirar a parte de trás da tela do final dos anos 90 e você tem uma tela ciberpunk transparente por alguns dólares.

 

Display de ferro fluido


| Clique na imagem para ampliar |

 

Em 2019, [Simen] e [Amud], dois estudantes da Universidade de Oslo, começaram a projetar um display de código aberto exclusivo. O resultado foi o Fetch, um display que usa eletroímãs para suspender o ferrofluido em 252 “pixels” na tela. Depois de alguns atrasos devido ao COVID, eles divulgaram recentemente a versão 2.0 do display na página de seu projeto. Enquanto a dupla conseguiu superar os desafios mecânicos associados ao uso de ferrofluidos com bastante facilidade, eles foram rapidamente bloqueados por seus componentes eletrônicos. O uso de eletroímãs segurando um líquido apresentou um desafio único; os ímãs não podiam ser desligados, nem mesmo por um milissegundo, ou o “pixel” cairia na parte inferior da tela. No artigo a história de todos os problemas de projeto que eles enfrentaram até a última versão.

 


 

Tecnologia e Cultura

Transformando calor em eletricidade

Você realmente não cria energia, você a converte de uma forma para outra. Por exemplo, muitas maneiras pelas quais geramos eletricidade usam o calor da queima ou da decomposição nuclear para gerar vapor que aciona um gerador. Os termopares geram eletricidade diretamente do calor, mas geralmente não muito. Ainda assim, algumas baterias nucleares convertem diretamente calor em eletricidade, elas simplesmente não são muito eficientes. Agora, os pesquisadores desenvolveram uma forma de preparar um material que é melhor para fazer a conversão: o seleneto de estanho. O seleneto de estanho é conhecido por ter um bom desempenho na conversão de calor em eletricidade quando em sua forma cristalina.

 

Sqlite - Um panorama

Ame ou odeie, os recursos do seu navegador moderno crescem continuamente de maneiras estranhas e selvagens. A capacidade dos aplicativos da web funcionarem offline requer uma solução de armazenamento local persistente e, para muitos, IndexedDB é a única opção, pois funciona na maioria dos navegadores e fornece uma interface semelhante a um banco de dados. No entanto, como [James Long] descobriu, IndexedDB é dolorosamente lento no cromo e limitado na capacidade de consulta. Ele se propôs a trazer uma ferramenta com a qual estava familiarizado, SQLite, e trazê-la para o navegador da web como absurd-sql. Por que absurdo? Parcialmente porque a maioria dos navegadores (não o cromo) implementa IndexedDB no topo do SQLite. Portanto, para muitos navegadores, é apenas SQLite em cima de IndexedDB em cima de SQLite. Felizmente para [James] já havia um projeto conhecido como sql.js que usa emscripten para compilar o SQLite baseado em C no WebAssembly. No entanto, o sql.js usa um suporte de armazenamento na memória e todos os dados são perdidos ao atualizar a página. [James] ajustou o método SQLite de leitura e escrita de blocos. Em vez de ter backup de memória, ele adicionou uma camada para ler e gravar blocos de IndexedDB. Isso significa que apenas seções do banco de dados precisam ser lidas, trazendo enormes ganhos de desempenho.

 

Insulina OpenSource

No contexto de um movimento crescente de biohackers que buscam construir um sistema mais distribuído de produção de insulina. O objetivo deles é tornar a insulina acessível e, com um interesse pessoal (o autor possui uma filha diabética), quero saber se eles têm alguma chance de tornar esse objetivo uma realidade.

O artigo aborda uma tentativa de produção de insulina de forma acessível e opensource juntamente com os desafios.

 


 

Extras

Cultura PostMortem - como você pode aprender com as falhas

Esse é um artigo muito interessante do Google sobre como eles lidam com as falhas de projeto e como esse processo é reinserido para aprendizagem.

 

LVVM

O Projeto LLVM é uma coleção de compiladores modulares e reutilizáveis e tecnologias de cadeia de ferramentas. Apesar do nome, o LLVM tem pouco a ver com máquinas virtuais tradicionais. O nome “LLVM” em si não é um acrônimo; é o nome completo do projeto.

 


 

Leitura da Semana

Flagrantes da vida no futuro - João Zuffo

Brasil. Ano de Copa do Mundo, seleção heptacampeã, jogos assistidos por meio de um sistema de TV de altíssima resolução, com visão holográfica de 360°. Será esse o futuro? Assim como há alguns anos (e não muitos) pensávamos em um século XXI de tecnologias, com telefones-móveis e videoconferências (hoje até os chamamos de celulares e messenger!), a imaginação nos direciona novamente ao futuro. Levados pelo conhecimento tecnológico e antropológico do autor, com uma dose de otimismo na sociedade em relação a sua evolução moral, espiritual e emocional, Flagrantes da vida no futuro traça um roteiro de viagem no tempo que, ao contrário de previsões fatalistas, trabalha de maneira divertida e original temas como economia, religião, diferenças entre classes sociais, política, educação e profissões, e nos faz pensar em novos avanços científicos imersos no cotidiano… em 2038. Viaje no tempo e descubra o fascínio da evolução na Infoera!

 

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia