Grilo Eletrônico (ART232)

Um dos projetos mais solicitados e que admite uma infinidade de configurações é o que imita o som de um grilo. Colocado numa caixinha e deixado no quarto dos amigos ele pode perturbar muito ou ainda pode servir de curiosidade. Outra aplicação e em projetos de feiras de ciências ou como montagem para cursos que tenham eletrônica como matéria eletiva. O circuito apresentado usa os conhecidos circuitos integrados 555 e é muito simples de montar.

O som intermitente de um grilo pode ser obtido com facilidade com dois osciladores de baixa freqüência, um modulando o outro. É justamente essa a configuração que adotamos, empregando dois circuitos integrados 555.

O circuito mostrado tem um consumo extremamente baixo, podendo ser alimentado por pilhas ou bateria com grande autonomia e usa como transdutor um do tipo piezoelétrico de alta impedância.

Como se trata de montagem didática a sua elaboração pode ter por base uma matriz de contactos ou mesmo uma placa universal com o mesmo padrão.

 

Como Funciona

O primeiro oscilador, formado por CI-1 consiste num astável 555 onde a freqüência depende tanto do capacitor C1 como dos dois resistores associados R1, e R2. Esses componentes já foram calculados para resultar no som que imita o grilo, mas dependendo das tolerâncias podem ser necessárias pequenas alterações para se obter o máximo de realismo.

Esse oscilador modula um segundo oscilador aplicando o sinal retangular produzido no pino 4 de um outro 555. A freqüência deste outro oscilador é determinada por R3 e R4 além do capacitor C2. Também podem ser necessárias pequenas alterações nos valores de tais componentes no sentido de se obter maior realismo.

Obtemos na saída do segundo 555 um sinal modulado bastante agudo, semelhante ao trinado de um grilo. Esse sinal é aplicado no transdutor piezoelétrico que faz sua reprodução.

O consumo de cada CI é da ordem de 1 mA o que resulta num consumo total muito baixo para o aparelho, garantindo assim excelente durabilidade para as pilhas ou bateria.

 

Montagem

Na figura 1 temos o diagrama completo do Grilo Eletrônico.

 

A montagem pode ser feita numa matriz de contacto ou numa placa universal com o mesmo padrão com a disposição de terminais mostrada na figura 2.

 

A posição dos circuitos integrados e dos capacitores eletrolíticos deve ser observada com cuidado, pois se esses componentes forem invertidos o aparelho não funciona. A polaridade da alimentação também é importante.

Não use alto-falantes comuns ou fone de baixa impedância. O transdutor deve ser obrigatoriamente de alta impedância.

O conjunto cabe numa caixinha de plástico de pequenas dimensões. A chave S1 é opcional podendo em seu lugar ser usado um sensor que faça o acionamento do circuito.

 

Prova e Uso

Para verificar o funcionamento do aparelho basta colocar as pilhas no suporte ou o conector na bateria. O transdutor imediatamente deve começar a emitir um som semelhante ao de um grilo.

Se notar muitas diferenças em relação ao som, altere os resistores R1, R2, R3 e R4 até obter o melhor efeito. Isso pode ser necessário para compensar as tolerâncias desses componentes.

Comprovado o funcionamento é só utilizar o aparelho.

 

Temas Transversais

Uma idéia para os leitores que desejarem montar este aparelho em escolas é o seu emprego em temas transversais.

Um deles consiste em se modificar o valor de C2 até que sejam obtidos ultrassons (inaudíveis) e com eles fazer experiências de condicionamento com pequenos animais.

 


Lista de Material

Semicondutores:

CI-1, CI-2 - 555 - circuitos integrados, timers

 

Resistores: (1/8 W, 5%)

R1, R3, R4 - 22 k ohms - vermelho, vermelho, laranja

R2 - 27 k ohms - vermelho, violeta, laranja

 

Capacitores:

C1, C3 - 10 uF - eletrolítico - 6 V ou mais

C2 - 10 nF - cerâmico ou poliéster

 

Diversos:

B1 - 6 ou 9 V - 4 pilhas pequenas ou bateria

S1 - Interruptor simples

X1 - Transdutor piezoelétrico

Placa de circuito impresso universal ou matriz de contactos, suporte de pilhas ou conector de bateria, fios, solda, etc.


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia