NOSSAS REDES SOCIAIS -

Móbile Dançante (ART065)

Ligando este aparelho a saída de um equipamento de som (a partir de 1 W), um boneco passará a dançar no ritmo da música executada ou das palavras proferidas por um locutor num microfone ou gravação. Simples de montar ele funciona com baixas potências, a partir de pequenos rádios portáteis e aparelhos de som alimentados por pilhas.

A base deste circuito é um diodo controlado de silício (SCR) que aciona uma bobina aproveitada de um transformador pequeno fora de uso. O campo magnético criado no interior desta bobina atrair um núcleo de ferro ou ferrite que então se movimenta fazendo com que um pequeno boneco dance. O boneco articulado é preso por uma mola e admite muitas possibilidades de montagem.

O núcleo da bobina pode ser um pequeno bastão de ferrite ou mesmo um parafuso com pelo menos ½ polegada (1,2 cm) de diâmetro, que possa se movimentar livremente no interior da bobina L1.; Esta bobina é o enrolamento primário de um pequeno transformador de 110 V ou 220 V com  qualquer secundário de 200 a 500 mA. O núcleo da bobina é retirado com cuidado, deixando exposto apenas o carretel.

O transformador T1 pode ser de qualquer tipo com primário de 110 V ou 220 V e secundário de 6 a 12 V com corrente na faixa de 250 a 500 mA. Este componente não é crítico pois serve apenas de isolamento para os sinais de som do amplificador em relação ao circuito de disparo de alta tensão.

O ajuste da sensibilidade e do ponto de funcionamento é feito em P1. Este ajuste depende da potência e do volume do aparelho de som. O resistor R deve ser escolhido de acordo com a potência do aparelho do som, conforme tabela que daremos mais adiante. A ligação dos fios A e B é feita na saída de som do aparelho, em paralelo com o alto falante. Veja que os fios usados de L1 são os que correspondem ao enrolamento primário (preto e vermelho ou preto e marrom).

Tabela:

Potência do Amplificador R (ohms)
0,5  a 5 W 10
5 a 25 W 47
25 a50 W 100
50 a 100 W 220
Acima de 100 W 470



O resistor deve ser de 1 W comum.

 

 


Montagem
Na figura 1 temos o diagrama completo do móbile.


Figura 1 – Diagrama completo do móbile.

Como se trata de montagem indicada aos iniciantes, sugerimos a utilização de uma ponte de terminais, conforme mostra a figura 2. Os leitores mais avançados podem fazer a montagem com base numa placa de circuito impresso.

 


Figura 2 – Montagem numa ponte de terminais

Observamos que se trata de circuito alimentado pela rede de energia. Por este motivo, suas partes não devem ficar expostas, pois poderiam causar choques perigosos. Por outro lado, a ligação a saída do aparelho de som é isolada por T1, não havendo portanto perigo de choques ou curtos neste ponto.

 


Ajuste e Uso
Para usar ligue a entrada em paralelo coma saída de som do aparelho de som (fios do alto-falante) ou jaque de fone. Coloque o aparelho de som a médio volume e ajuste P1 para que o boneco se movimento pela força de atração do núcleo. Posicione boneco e mola de modo a obter o melhor desempenho.

Observamos que, se o sistema for ligado na saída de fone, o som do alto falante ficará cortado, assim, deve ser ligado em paralelo um pequeno alto-falante para se acompanhe a reprodução.



Lista de material
SCR – MCR106 ou TIC106 para 110 V ou 220 V
D1 – 1N4002 – diodo de silício
P1 – 10 K? – Potenciômetro
L1 – Ver Texto
C1 – 2,2 nF – Capacitor Cerâmico
R1 – 10 k? x 1/8 W – resistor (marrom, preto, laranja)
R2 – 2,2 k? x 1/8 W – resistor (vermelho, vermelho, vermelho)
F1 – Fusível 1A
Diversos: Ponte de terminais, ou protoboard, transformador para L1, fios, solda, ferrite, boneco, cabo de alimentação, etc.

 

Artigos Relacionados

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Em busca de novos tempos

Em nossos últimos artigos, participações em lives, podcasts e vídeos temos ressaltado que estamos rapidamente caminhando para uma mudança de hábitos. São os novos tempos que estão chegando e que, em vista da pandemia estamos buscando para que sejam melhores e que nos tragam esperanças, paz e novos graus de compreensão, principalmente em nível mundial.

Leia mais...

Rir
Geralmente ri por último quem compreendeu a piada por último. (He who toughs lost is generally the last to get the joke.)
Terry Cohen em The Penguin Dictionary of Modern Quotations. - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)