Fluorescente a Pilhas (ART1637)

Descrevemos um pequeno inversor que permite alimentar lâmpadas fluorescentes com pilhas médias ou grandes comuns ou recarregáveis. O aparelho é ideal para funcionar com lâmpadas de 3 a 5 W, mas mesmo lâmpadas maiores acenderão com menor brilho.

O nosso projeto consiste num inversor de baixa potência que converte a tensão de pilhas e baterias em alta tensão, suficiente para acender lâmpadas fluorescentes.

Mesmo lâmpadas que já não acendem na instalação elétrica convencional acenderão, se bem que com menor brilho dadas as características do circuito.

Poderemos usar este circuito em camping, iluminação de emergência, como curiosidade de laboratório e para alimentar fluorescente ultravioleta na pesquisa de minérios e verificação de fluorescência de substâncias químicas.

O circuito consiste num oscilador Hartley com um único transistor tendo por carga um pequeno transformador de 6+6 V.

A frequência do oscilador depende dos dois capacitores que podem ser alterados no sentido de se obter maior rendimento.

Na verdade, será conveniente experimentar diversos valores, ou mesmo ligar um trimpot de 10k em série com o resistor de modo a conseguir maior tensão com o transformador usado.

Como o consumo depende do rendimento, a durabilidade das pilhas pode variar bastante de projeto para projeto.

 

Montagem

Na figura 1 temos o diagrama completo do inversor.

 

   Figura 1 – Diagrama completo do inversor
Figura 1 – Diagrama completo do inversor

 

A montagem com base numa pequena ponte de terminais é mostrada na figura 2.

 


Figura 2 – Montagem em ponte de terminais

 

O transistor deve ser dotado de um dissipador de calor e o transformador pode ser de qualquer tipo com secundário de 6 a 12 V e corrente de 200 a 500 mA.

O primário deve ser de110/220 V ou apenas 220 V.

O circuito também encontra outras aplicações interessantes como o acendimento de uma pequena lâmpada neon, conforme mostra a figura 3.

 

   Figura 3 – Acendendo uma lâmpada neon
Figura 3 – Acendendo uma lâmpada neon

 

Como o consumo das lâmpadas neon é muito baixa, uma grande quantidade delas pode ser acesa ao mesmo tempo com este circuito;

Outra aplicação é como um eletrificador, bastando que a ligação do enrolamento de alta tensão do transformador seja feita conforme mostra a figura 4.

 

   Figura 4 – Usando como eletrificador
Figura 4 – Usando como eletrificador

 

Para esta aplicação, será interessante usar uma bateria que tem uma autonomia muito maior do que pilhas comuns.

Finalmente, podemos usar o circuito como um excitador de nervos ou máquina de choque ligando eletrodos, conforme mostra a figura 5.

 

   Figura 5 – Usando como excitador de nervos
Figura 5 – Usando como excitador de nervos

 

Os eletrodos são tubinhos de metal ou pilhas gastas com a tinta raspada.

Cuidado ao usar este circuito, pois os choques são desagradáveis.

 

Se precisar de componentes originais e com o envio imediato, acesse mouser.com
.

 

Q1 – TIP31- transistor NPN de potência

T1 – Transformador – ver texto

L1 - Lâmpada fluorescente – ver texto

C1 – 10 nF – capacitor cerâmico ou poliéster

C2 – 100 nF – capacitor cerâmico ou poliéster

R1 – 1k2 x 1/8 W – resistor – marrom, vermelho, vermelho

S1 – Interruptor simples

B1 – 4 pilhas médias, grandes ou bateria

Diversos:

Ponte de terminais, radiador para o transistor, fios, solda, etc.

 

 


Localizador de Datasheets


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Opinião

Entrando em dezembro (OP207)

Estamos nos aproximando do último mês desse ano de pandemia (2020), com esperanças para que a vacina chegue logo e possamos voltar à normalidade. Há muito a ser feito a partir de agora e, como temos informados aqueles que nos seguem, nunca paramos. De fato, nosso trabalho tem sido contínuo, com a produção constante de material para o nosso site, lives, livros, vídeos, podcasts e muito mais. Na verdade, a única mudança que tivemos em nossas atividades foi a suspensão dos eventos presenciais. Esperamos que no próximo ano eles voltem, talvez com algumas modificações, mas que possamos estar juntos daqueles que nos acompanham.

Leia mais...