Amplificador PWM (ART2879)

Este circuito tem uma finalidade experimental e didática, pois é de baixa potência e a faixa dinâmica não é das maiores. Alguns watts de saída podem ser obtidos num alto-falante de 4 a 8 ohms. Uma versão do mesmo artigo mais completa pode ser encontrada neste site.

Nos amplificadores PWM o áudio modula um trem de pulsos que é amplificado digitalmente. Os pulsos amplificados são então integrados para se obter o sinal original com maior intensidade.

Neste amplificador, uma etapa com dois transistores de potência aplica o áudio integrado e um alto-falante, obtendo-se assim a reprodução.

O circuito funciona com tensões de 9 a 15 V de uma fonte com pelo menos 500 mA. Os transistores de saída devem ser dotados de dissipadores de calor.

Onde está indicado C1 no diagrama 47 uF, na realidade é um reator (L1) de 47 uH formado por 20 espiras de fio 28 num bastão de ferrite.

Na figura 1 temos o diagrama completo do aparelho.

 

Figura 1
Figura 1 | Clique na imagem para ampliar |

 

 

Na figura 2 temos uma sugestão de placa de circuito impresso para a montagem.

 

Figura 2
Figura 2

 

 

Eventuais alterações de C4 podem ser necessárias para se melhorar o desempenho reduzindo os ruídos de comutação.

 

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia