Bip-bip Eletrônico (ART2785)

Circuito intermitente para aplicações em sinalização. Este circuito produz um sinal audível intermitente (BIP-BIP) podendo ser usado para muitas aplicações práticas como, por exemplo, em: Sistemas de chamadas em escritórios ou no lar. Alarmes em que um sinal audível deva ser emitido. Jogos eletrônicos para o aviso de determinadas situações. Sistemas de aviso para dispositivos automáticos. Sistemas audiovisuais.

Como todo o circuito simples que descrevemos, damos duas opções de montagem: em ponte de terminais e em placa de circuito impresso, facilitando assim sua execução mesmo por parte dos que pouca experiência tenham em eletrônica.

Todo o material empregado neste circuito é bastante comum em nosso mercado e de custo bastante acessível, não oferecendo, portanto, maiores dificuldades aos que desejem executá-lo.

O leitor poderá usar este dispositivo de sinalização com as mais diversas finalidades que serão analisadas em função do efeito sonoro que dele obtemos.

Trata-se basicamente de um oscilador de áudio intermitente de pequena potência, isto é, um aparelho que, por meio de um pequeno alto-falante emite um som intermitente do tipo BIP-BIP cuja tonalidade e intermitência pode ser ajustadas por dois controles independentes. (figura 1).

 

Figura 1
Figura 1

 

São muitas as aplicações práticas que o leitor poderá encontrar para este aparelho. Ele poderá ser usado em sistemas de chamada a distância num escritório em que, em cada setor ou mesa é instalado um alto-falante que pode ser acionado por uma chave remota ligada ao BIP-BIP. (figura 2)

 

Figura 2
Figura 2

 

Selecionando a posição desejada e acionando um interruptor do tipo ”botão de campainha" pode-se fazer com que o alto--falante da mesa ou sala distante seja acionando alertando o funcionário para a chamada.

Num sistema de despertador ou alarme, poderemos ligar diretamente a alimentação deste circuito aos contactos do relê ou SCR. Ao ser acionado o BIP-BIP emitirá seu som característico (figura 3).

 

Figura 3
Figura 3

 

Nos jogos eletrônicos, o circuito sonoro de sinalização permitirá a obtenção de efeitos bastante interessantes como, por exemplo, numa roleta eletrônica em que o “grande prêmio" terá na posição correspondente um contacto que acionará o BIP--BIP (figura 4).

 

Figura 4
Figura 4

 

Aplicado a circuitos apropriados, o BIP-BIP poderá ser usado como aviso de temperatura num sistema de aquecimento, como indicativo de tempo num cronômetro eletrônico, etc.

No automóvel poderá ser usado em conjunto com um interruptor em cada porta, avisando o motorista se a partida do veículo for dada sem que as portas estejam completamente fechadas ou sem que os cintos de segurança estejam colocados (alias contribuindo para a introdução do "costume" de usar tais dispositivos).

 

COMO FUNCIONA

O circuito é bastante simples constando basicamente de um multivibrador estável em que dois transistores conduzem a corrente alternadamente. O tempo de condução de cada transistor depende dos valores dos capacitores C1 e C2 e dos resistores que polarizam suas bases R4 e R2/R3 (figura 5).

 

Figura 5
Figura 5 | Clique na imagem para ampliar |

 

 

Neste caso, como podemos variar R2 podemos alterar o tempo de condução de um dos transistores e, portanto, a duração dos bips. É claro que, para variações fora do intervalo que este ajuste permite, o leitor pode simplesmente trocar os capacitores C1 e C2 por capacitores maiores ou menores conforme deseje bips mais ou menos intervalados, mais ou menos longos.

Em um dos transistores é ligado um LED que nos permite a obtenção simultânea de pulsos luminosos.

No outro transistor é ligado um oscilador de áudio formado por Q3 como elemento básico, ou seja, um circuito que produz sinais de corrente alternada da mesma faixa de frequência dos sons audíveis.

Este circuito tem na sua saída um alto-falante cuja finalidade e converter esses sinais em sons. Assim, temos uma alternância de acendimento do LED e emissão de sons que pode ser controlada em R2.

A tonalidade dos sons emitidos pelo oscilador pode ser ajustada em R5.

A alimentação do circuito é feita com uma tensão de 6 V podendo esta ser obtida da ligação de 4 pilhas pequenas, médias ou grandes ligadas em séries.

 

MONTAGEM

Parada montagem, tudo que o leitor necessitará será de um soldador de peque na potência (30 Watts), solda, um alicate de corte, um alicate de ponta e uma chave de fenda.

Para a montagem em ponte de terminais guie- se pela figura 6 em que a disposição real dos componentes é mostrada.

 

Figura 6
Figura 6 | Clique na imagem para ampliar |

 

Para a montagem em placa de circuito impresso o leitor deverá saber como confeccioná-la guiando-se para esta finalidade pela figura 7 e pela figura 8.

 

Figura 7
Figura 7

 

 

Figura 8
Figura 8

 

 

Na figura 8 mostramos a disposição dos componentes por cima da placa. e na figura mostramos o seu lado cobreado.

De modo a facilitar os principiantes damos a sequencia para a montagem em ponte de terminais.

Antes porém, fazemos uma observação sobre O único componente que pode trazer alguma dificuldade para o funcionamento: o transformador T1.

Trata-se de um transformador de saída miniatura do tipo usado em rádios transistorizados portáteis.

Praticamente qualquer transformador desse tipo servirá, já que uma compensação de suas diferenças de características pode ser feita com o ajuste de R5.

Comece a montagem soldando os transistores observando sua posição, isto é, coloque-os na ponte de modo que a parte chata fique voltada para 'cima, conforme mostra a figura.

A ponte de terminais pode. ser fixada numa base de madeira por meio de parafusos ou na própria caixa que deve alojar o conjunto. Se a caixa for metálica não deixe que os parafusos de fixação façam contacto com qualquer terminal que tenha sido usado para alguma ligação.

A seguir, solde o transformador de saída e o alto-falante. O alto-falante pode ser de qualquer tipo desde que sua impedância seja de 8 ohms. Escolha um de acordo com o tamanho da caixa, ou seja, da sua disponibilidade de espaço.

Um alto-falante de 10 cm será o ideal para o caso.

Passe então a soldagem dos resistores e dos capacitores, observando que no caso dos capacitores deve ser notada sua polaridade. Observe o lado marcado com + e - colocando esses componentes na posição certa.

Complete as ligações soldando os fios que interligam os terminais da ponte e faça a conexão do LED. Este componente também tem posição certa para ser ligado. O lado chanfrado identifica o cátodo, conforme mostrou a figura 6.

A montagem é então completada com a ligação do suporte de pilhas e do interruptor S1. Este, por sua vez é do tipo escolhido conforme a finalidade para a qual se destinar o circuito. No caso de alarmes em que o relê é usado, este componente é eliminado.

 

Figura 9
Figura 9

 

 

AJUSTE E USO

Completada a montagem, confira todas as ligações e se tudo estiver perfeito, colo- que as pilhas no suporte e acione S1.

Ajuste então R2 de modo que o LED comece a piscar de frequência desejada para a emissão de sons.

A seguir, ajuste o trimpot R5 de modo que se obtenha uma posição em que o alto-falante emita som do modo desejado.

Caso o alto-falante emita apenas estalidos compassados, troque o transformador de saída, pois isso pode ser devido a um não casamento de suas características com o circuito.

Para usar a unidade diversas são as possibilidades.

No caso de alarmes, os contactos do relê podem ser ligados diretamente nos fios que vão para S1 (figura 9).

Em jogos eletrônicos, o interruptor S1 pode ser substituído por diversos dispositivos tais como relês, reed switches, SCRs, transistores de potência etc.

 

Figura 10 – Sistema de chamada
Figura 10 – Sistema de chamada

 

 

Q1, Q2, Q3- transistores do tipo BC548, BC547, BC237 ou BC238

T1 - transformador de saída para transistores (ver texto)

FTE - alto-falante de 8 ohms (ver texto)

LED - LED vermelho comum

C1, C2 - 25 uF x 6 V - capacitor eletrolítico

C3 - 1 uF x 6 V - capacitor eletrolítico (optativo)

C4 - 100 nF - capacitor de poliéster

R1 - 100 ohms x 1/4 W - resistor (marrom, preto, marrom)

R2 - 100 k - trimpot

R3 – 47 k x 1/4 W - resistor (amarelo, violeta, laranja)

R4 - 47 k x 1/4 W - resistor (amarelo, violeta, laranja)

R5 - 33 k - trimpot

R6 - 1,5 k x 1/5 W - resistor (marrom, verde, vermelho)

Diversos: suporte para 4 pilhas, interruptor simples, ponte de terminais, fios, solda, etc.

 

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia