NOSSAS REDES SOCIAIS -

Provando Transistores com o Multímetro (INS356)

O primeiro instrumento que qualquer praticante de eletrônica adquire é o multímetro. Aprenda neste artigo como usar o seu multímetro para provar e identificar transistores.

As junções dos transistores se comportam como diodos semicondutores, conduzindo a corrente num sentido e não em outro. Os transistores podem portanto ser comparados a dois diodos ligados em oposição, conforme mostra a figura 1.

 

Figura 1 – Circuito equivalente a um transistor
Figura 1 – Circuito equivalente a um transistor

 

Podemos dizer que temos duas disposições possíveis para os “diodos” conforme o transistor seja PNP ou NPN.

Ora, uma prova simples do estado de um diodo, pode ser feita avaliando-se sua resistência no sentido direto e no sentido inverso. Em suma, podemos saber se um diodo se encontra em bom estado, verificando de que modo a corrente circula através de sua junção.

Quando. o polarizamos no sentido direto, a resistência verificada deve ser baixa, já que a corrente deve circular com facilidade, enquanto que, quando o polarizamos no sentido inverso, a resistência deve ser alta, porque a corrente não circula com facilidade. (figura 2)

 

Figura 2 – Testando diodos
Figura 2 – Testando diodos

 

Na prova de diodos com o multímetro, a ligação das pontas de prova é direta quando se utiliza uma escala de resistência, pois, conforme se sabe, nessa escala, existe a bateria interna do instrumento conectada ao circuito externo que fornece a corrente necessária à prova.

Deve-se, entretanto, considerar que nem sempre a ponta vermelha do multímetro corresponde ao polo positivo da bateria existente internamente.

Existem casos, se bem que raros, em que a ponta de prova vermelha tem conectado o polo negativo da bateria interna.

Nas provas de transistores, o leitor deve verificar isto previamente, pelo diagrama do aparelho.

Para o caso mais comum, em que a ponta vermelha corresponde o polo positivo da bateria interna, a prova de diodos semicondutores nos leva aos seguintes resultados:

a) Ligando a ponta de prova vermelha ao anodo e a ponte preta ao catodo com o multímetro na escala de Ω, x10 ou x100 deve-se ler uma resistência baixa. (figura 3)

 

Figura 3 – A medida de baixa resistência
Figura 3 – A medida de baixa resistência

 

b) Ligando a ponta de prova vermelha ao catodo e a ponta de prova preta ao anodo, com o multímetro na escala de Ω x10 ou x100 deve-se ler uma resistência alta. (figura 4)

 

Figura 4 – Resistência alta
Figura 4 – Resistência alta

 

Se nas duas leituras for verificada uma resistência baixa, o diodo se encontra em curto estando, portanto, inutilizado. Se nas duas leituras for verificada uma resistência elevada, o diodo se encontra aberto.

Estendendo essas provas aos diodos interligados correspondentes aos transistores, podemos usar o multímetro na escala de Ω x10 ou x100 para provar e mesmo identificar esses componentes.

 

A prova dos transistores

Tomemos como exemplo a configuração de diodos da figura 5 que equivale a um transistor PNP.

 

Figura 5 – Configuração equivalente
Figura 5 – Configuração equivalente

 

Perceba o leitor que, entre a base e o coletor temos um diodo, e entre a base e o emissor temos outro diodo. Deste modo, se ligarmos a ponta de prova vermelha ao anodo de ambos os diodos, o que corresponde á base, colocando a ponta de prova preta quer no terminal de emissor, quer no terminal de coletor deveremos, ler uma resistência baixa.

Do mesmo modo, se no terminal de base, colocarmos a ponta de prova preta, e a outra ponta de prova no terminal de coletor ou emissor, devemos agora ler uma resistência muito alta. (figura 6)

 

Figura 6 – Medida de alta resistência
Figura 6 – Medida de alta resistência

 

Com relação à medida de resistência entre o emissor e o coletor, ocorre o seguinte: neste caso, entre o coletor e o emissor, temos dois diodos em oposição, o que quer dizer que, qualquer que seja a polarização entre esses dois eletrodos, um sempre estará ligado no sentido direto e o outro sempre no sentido inverso.

Assim, a resistência verificada será sempre elevada.

Temos então a seguinte situação que pode ser considerada para qualquer tipo de transistor:

a) Resistência entre base e emissor: numa posição das pontas de prova deve ser baixa e invertendo-se a posição das pontas de prova deve ser alta.

b) Resistência entre base e coletor: numa posição das pontas de prova deve ser baixa e invertendo-se a posição das pontas de prova deve ser alta.

e) Resistência entre emissor e coletor: em qualquer posição das pontas de prova deve ser alta.

Agora, supondo que o multímetro seja do tipo que tenha o polo positivo na ponta vermelha, podemos fazer tabelas específicas indicando a resistência para transistores PNP e NPN.

1) Transistor NPN (figura 7)

 

Figura 7 – teste para NPN
Figura 7 – teste para NPN

 

Indicações diferentes das tabeladas indicam um transistor defeituoso. Uma leitura de resistência baixa onde deveria ser alta indica um transistor “em curto” e uma leitura de resistência alta onde deveria ser baixa, indica um transistor “aberto”

 

2) Transistor PNP (figura 8)

 

Figura 8 – Prova de transistor PNP
Figura 8 – Prova de transistor PNP

 

Perceba o leitor, que uma vez identificados os terminais de emissor, coletor e base de um transistor, pode-se facilmente verificar de que tipo é este transistor (PNP ou NPN) simplesmente por medidas de resistência. Do mesmo modo, se o leitor souber de que tipo é o transistor (NPN ou PNP), poderá com facilidade, descobrir pelas medidas quais são os seus terminais de emissor, coletor e base.

(Publicado originalmente em 1977)

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Novembro chegando (OP197)

Novembro é o mês de encerramento das aulas e com isso, diferentemente do que muitos pensam, as atividades estudantis não terminam. Alguns curtirão suas férias, mas outros ficam para exames e mais ainda, precisam terminar seus TCCs.

Leia mais...

Amigos
Quando meus amigos são caolhos, olho-os de perfil. (Quand mes amis sont borgnes , jê lês regarde de profit.)
Joubert (1769 - 1799) - Penamentos - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)