Verificação de fugas em capacitores (INS425)

Capacitores com fugas são motivo de diversos tipos de problemas em equipamentos eletrônicos. Nos amplificadores a presença de um capacitor com fuga pode causar distorções e perdas de rendimento.

Obs. Este artigo é de uma publicação nossa de 1986, no entanto é ainda atual pelas técnicas que ensina. Nos artigos seguintes temos outros usos para este instrumento.

Em circuitos de potência a presença de um capacitor com fugas pode causar aquecimento excessivo e perda de rendimento.

Em circuitos pré-amplificadores de áudio e misturadores um capacitor com fuga pode causar perda de rendimento e a produção de ruídos.

Um capacitor com fuga é um capacitor em que o isolamento-entre as armaduras deixa de existir, passando a circular uma pequena corrente que se torna problemática em muitos circuitos.

Na figura 1 vemos que entre as placas de um capacitor deve existir um isolamento perfeito.

 


 

 

A presença de umidade ou ainda a produção de uma faísca por excesso de tensão pode prejudicar o isolamento que passará dar passagem à corrente.

Em condições normais, um capacitor apresenta uma resistência muito alta, superior a centenas de megohms. Com a fuga, essa resistência pode cair a menos de 1 M, e com isso o capac1tor deixa de apresentar as propriedades exigidas pelo circuito em que ele é usado.

Para verificar se um capacitor está com fuga, devemos retirá-lo do circuito e usar o multímetro na sua escala mais alta de resistência, conforme mostra a figura 2.

 


 

 

A resistência medida na prova, depois que o ponteiro estabiliza, deve ser superior a 10 M para capacitores de poliéster,óleo,cerâmica,até 1 uF.

Para capacitores eletrolíticos essa resistência deve ser superior a 1M. Em alguns casos (fontes) até mesmo uma resistência de 500 k ou pouco maior, em capacitores de filtro de grande valor, é tolerada.

Se na prova da fuga de capacitores eletrolíticos de grande valor, ou de outro tipo acima de 470 nF o ponteiro não fizer um movimento oscilatório sensível antes de se estabilizar, então o capacitor estará aberto, ou seja, a ligação dos terminais com as placas está interrompida.

Nestas condições, o capacitor não poderá ser usado.

Se na prova, a resistência indicada for nula, então o capacitor se encontra em curto, não podendo ser usado.

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia