Osciladores a Cristal (ALM428)

Os cristais são elementos de grande estabilidade e precisão no controle de freqüências.

Desta forma, quando usado em osciladores eles podem manter sua freqüência fixa num determinado valor.

Os osciladores a cristal são formados por um elemento ativo (válvula ou transistor) e um sistema de realimentação que inclui o cristal como elemento controlador da freqüência, conforme mostra a figura 1.

 


 

 

A freqüência destes osciladores pode variar entre algumas dezenas de quilohertz e algumas centenas de megahertz.

Um dos problemas encontrados na elaboração de osciladores a cristal de freqüências muito altas é que os cristais devem ser muito finos e por isso delicados.

Nestes casos, o que se faz é utilizar um circuito oscilador que opere numa freqüência harmônica do cristal que então pode ser cortado para uma freqüência mais baixa.

Atualmente, os osciladores que utilizam ressonadores cerâmicos nas mesmas configurações dos cristais de quartzo consistem numa alternativa econômica para o projetista.

Custando menos que os cristais comuns, mas não tendo a mesma estabilidades, os ressonadores são utilizados da mesma forma.

Na figura 2 temos um exemplo de circuito com ressonador cerâmico encontrado em muitos equipamentos de uso comum como microprocessadores, rádios, etc.

 


 

 

 

Ver também:

* Osciladores

* Constante de tempo

* Fase

* Ciclo ativo


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia