Rede automotiva 1394 (COL007)

Veja neste padrão adotado pela Fujitsu para atender a grande demanda de dados numa rede automotiva para o entretenimento.

 

 

Os automóveis fabricados no Brasil em sua maioria tem como em seu sistema de rede como padrão os protocolos CAN-bus e LIN. Estes dos protocolos atendem bem a todo o sistema de gerenciamento e acinamento dos dispositivos de um automóvel, com todas as suas normas de segurança, principalmente quando o futuro dos automóveis migre para o X-by-wire (a troca de partes mecânicas por eletrônicas). Porém uma coisa que vem evoluindo cada vez mais nos automóveis são os equipamentos que fazem o entretenimento dos seus ocupantes. Atualmente os equipamentos da área de entretenimento não se limita ao aparelho de CD ou um display LCD para reprodução de filmes em DVD, e sim ter um display de LCD para cada um dos 4 ocupantes do veículo, veja a figura 1, onde cada um assiste a um determinado tipo de programa ou filme em formato Blu-Ray, além de visualizar o que acontece fora do veículo através das câmeras externas, além de acesso internet, celular, músicas e jogos. Para atender a esta demanda de bits por todo o sistema, a Fujitsu desenvolveu uma serie de controladores baseado no protocolo IEEE 1394, os mesmos padrões utilizados pelo padrão FireWire da Appel, do i.Link da Sony e do Lynx da Texas Instruments.

 

Figura 1 – A rede de entretenimento dentro de um automóvel.

 

O início

No início o padrão da rede IEEE 1394 era uma tecnologia de comunicação serial de alta velocidade, que trafegava os dados a 400 Mbps. A versão seguinte, a 1394a, foi adicionada algumas funcionalidades, entre elas está o streaming assincrono e a concatenação de pacotes. Na versão 1394b houve um aumento na taxa de transferência para 800 Mbps e a versão mais recente suporta de 1600 e 3200 Mbps.

 

 

Os tipos de transmissão

O padrão de transmissão 1394 pode ser assincrona que garante a entrega dos pacotes da dados porém não garante o tempo em que será entregue, pois caso o dispositivo final não confirme o recebimento do pacote de dados a central envia novamente o pacote de dados, e o a transmissão sincrona que garante o tempo de entrega do pacote de dados mas não confirma o recebimento.

No método assincrono é utilizado por exemplo no controle de troca de faixa de música, onde o usuário envia o sinal a central e a central precisa executar a tarefa até que ela aconteça. No formato sincrono é utilizado para enviar vídeos e som, que não precisa a confirmação, caso um pacote de dados não chegue a um display, por exemplo, ele se perde pois o dispositivo terá que estar preparado para receber o outro pacote. O diagrama de blocos do protocolo IEEE 1394 é mostrado na figura 2.

 

Figura 2 – Diagrama do protocolo IEEE 1394.

 

 

Vantagens do 1394

Além da vantagem do sistema 1394 sobre a banda de tráfego de dados, existe outro ponto positivo na utilização da mesma, que é a implementação do DTCP (Digital Transmission Content Protection) nos próprios componentes da Fujitsu, em alguns outros sistemas concorrentes essa proteção de dados deve ser feita com componentes a parte, além da programação que deve ser desenvolvida a parte.

Os outros sistemas, por terem uma taxa de transmissão restrita se faz necessário a compressão dos dados e a descompressão, por este motivo existe uma latência na transmissão de imagens. Quando a transmissão é se um filme por exemplo pode passar desapercebido, porém qual uma câmera externa passa informações para um display, fica claro esse delay. Isso porque toda a informação precisa ser codificada, transmitida e decodificada.  Na figura 3 temos um diagrama explicando todas as etapas da transmissão de dados no sistema MOST150.

 

Figura 3 – A latência na rede MOST150 por causa do processo de compressão.

 

 

O MB88395

A proposta da Fujitsu para a alta demanda de dados para um sistema de entretenimento dentro do veículo é o MB88395 que utiliza o protocolo de rede do 1394 para gerenciar todo o sistema, podendo ser conectado a diversos dispositivos que utilizam o trafego de imagens de alta-definição (Blu-Ray), sistema de navegação via GPS e câmeras de vídeo instaladas no veículo. O Fabricante implementou nesta família o SmartCODEC que tem como objetivo de compactar os dados internamente, sem a necessidade de adicionar elementos externos que tenham este trabalho.

 

 

Conclusão

Sabemos que a Fujitsu não tem uma participação no mercado brasileiro no que diz respeito a componentes eletrônicos, porém é importante o leitor conhecer esta nova tecnologia, pois com a globalização, veículos vindo do outro lado do globo (Japão, China e Coreia) poderão estar rodando em breve pelo pais.

Até mesmo para os projetistas que estejam desenvolvendo uma nova plataforma de entretenimento automotivo, conhecer as tecnologias que estão sendo usadas pelo mundo é de grande importância.

 

Saiba Mais

http://us.fujitsu.com/micro/1394

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia