BeagleBone – Linux Angström – Parte III (MIC120)

Continuando o artigo da série BeagleBone falaremos hoje sobre o Linux Angström, que é a distribuição padrão que vem instalada na BeagleBone Black. Segundo o site http://www.angstrom-distribution.org/  o projeto iniciou-se com a junção dos projetos OpenEmbedded, OpenZaurus e OpenSimpad unificando os esforços para fazer uma distribuição estável e de fácil uso para dispositivos embarcados. Marcos de Lima Carlos

Obs. As partes iniciais deste artigo estão em MIC113, MIC114 e MIC117

 

A distribuição do Linux Angström faz parte de um projeto maior chamado Yocto Project que é um projeto colaborativo que provém templates, ferramentas e métodos para ajudá-lo a criar a sua própria distribuição Linux customizada.

 

Comandos Básicos

Não é o objetivo deste artigo falar sobre comandos básicos no linux, por isso se você quiser obter um pouco mais sobre comandos básicos visite o link http://www.vivaolinux.com.br/dica/Comandos-basicos-para-iniciantes  Você pode ir atrás do guia foca linux no link http://www.guiafoca.org/ 

Os comandos básicos servirá para que você consiga entender como funciona um sistema básico no modo terminal.

 

Instalação ou Reinstalação!

Como é muito fácil destruir o sistema interno da placa aqui será explicado como reinstalá-lo de forma rápida e fácil. Você irá precisar dos seguintes itens:

fonte de alimentação de 5V x 500ma

Cartão micro SD de 8GB (Dê preferência aos de Classe 10)

Cabo USB (que normalmente já vem com a beagle bone black)

Computador com gravador de cartões SD ou micro SD. Caso você utilize SD precisará de um adaptador para microSD.

O primeiro passo é baixar a imagem que você quer para a sua placa. É preciso ficar atento pois há imagens feitas para placas de 2GB de memória interna e de 4GB. O link para download da imagem é http://downloads.angstrom-distribution.org/demo/beaglebone/

Essa imagem estará no formato gz como o arquivo abaixo

Angstrom-Cloud9-IDE-GNOME-eglibc-ipk-v2012.12-beaglebone-2013.09.05.img.xz 

 

Se você estiver no windows terá que seguir os seguintes passos:

Faça o download do aplicativo win32DiskImager em http://sourceforge.net/projects/win32diskimager/ 

No caso desta imagem o formato do arquivo é img.xz Você pode utilizar os seguintes softwares para descompactar a imagem:

WinRar (pago)

7-zip – gratuito

Após descompactar a imagem abra o aplicativo win32DiskImager como administrador. Com o cartão microSD no leitor de cartões selecione a unidade de destino para ele. Logo após procure o arquivo de imagem e selecione para gravar.

 


 

 

 

Clique em write a aguarde.

Pronto! Sua imagem está gravada no cartão!

No Linux você pode executar os seguintes comandos:

xz -d BBB*.xz

sudo dd if=./BBB*.img of=/dev/sdX

 

onde BBB*.xz é o arquivo com a imagem

e /dev/sdX é o dispositivo com o cartão SD

 

Agora temos que passar a imagem para a Beaglebone Black. Para isso, temos que seguir os passos abaixo:

Com a placa desligada, colocar o cartão micro SD no slot.

Aperte o botão de boot

ligue a placa na fonte com o botão de boot pressionado. Aperte o botão de power até que os leds comecem a piscar.

 

 

 


 

 

 

Aguarde o tempo necessário para que a imagem seja transferida do cartão para a memória interna. Quando isso terminar os quatro leds estarão acesos como mostra a imagem abaixo.

 


 

 

 

Reinicie a placa e sua BeagleBone estará pronta pra funcionar.

Se você utilizou a imagem do Angström Linux da BeagleBone você poderá conectar o cabo e verificar que a rede via usb funciona normalmente no ip 192.168.7.2

 

Curiosidades:

1. Colocar IP fixo na BeagleBone

Muita gente, até quem trabalha com linux, encontrará dificuldades em configurar um IP fixo para a BeagleBone no Angström. Isso se deve ao fato do Angström da BeagleBone utilizar o connman (do inglês connection manager) ao invés do NetworkManager.

O ConnMan foi desenvolvido especialmente para dispositivos embedded e com resolução de tempo rápida. Ele reúne client de DNS, client DHCP embutido podendo ser adicionado mais funcionalidades através de plugins. A página do Connman é https://01.org/connman 

A primeira coisa que você precisará fazer é conectar via SSH no ip 192.168.7.2 e o serviço eth0 deve estar com um cabo conectado.

No prompt você precisará digitar ifconfig.

 

 


 

 

 

Repare que a placa eth0 possui o mac address 90-59-AF-58-69-B1.

O nome da sua placa no connman é ethernet_macaddr_cable. No caso da BeagleBone Black configuraremos o IP fixo da eth0.

Vá até o diretório /usr/lib/connman/test

Para ver os serviços ativos digite

./get-services

 

Para colocar o nameserver (DNS) você precisa seguir as instruções abaixo:

root@beaglebone:/usr/lib/connman/test# ./set-nameservers
Usage: ./set-nameservers [nameserver*]

root@beaglebone:/usr/lib/connman/test# ./set-nameservers ethernet_macaddr_cable nameserver

No caso do mac address de exemplo e supondo que o meu DNS é 192.168.0.1
root@beaglebone:/usr/lib/connman/test# ./set-nameservers ethernet_9059af5869b1_cable 192.168.0.1

Para colocar o ip (no nosso caso versão 4) use os comandos abaixo:
root@beaglebone:/usr/lib/connman/test# ./set-ipv4-method
Usage: ./set-ipv4-method <service> [off|dhcp|manual <address> [netmask] [gateway]]

No caso do ip eu vou colocar, por exemplo, 192.168.0.25, máscara 255.255.255.0 e gateway 192.168.0.1
root@beaglebone:/usr/lib/connman/test# ./set-ipv4-method ethernet_c8a030ab323a_cable manual 192.168.0.25
255.255.255.0 192.168.0.1

 

Se deu tudo certo é só você executar o ifconfig novamente e visualizar a tela abaixo:

 


 

 

 

Pronto!

 

2. Instalando softwares adicionais

Além do básico que já vem com a placa é possível que o leitor queira instalar sempre mais algumas coisas. O sistema de pacotes da distribuição Angström é o opkg. O opkg é bem semelhante ao apt-get.

Para listar os pacotes utilize o seguinte comando:

opkg list

Se você quiser filtrar alguns deles:

Datasheet do pkg list | grep filtro

Atualizar a lista:

opkg update

 

servidor web

lighttpd

comando: opkg install lighttpd

 

PHP

php php-cgi php-pear php-cli

comando: opkg install php php-cgi php-pear php-cli lighttpd-module-fastcgi

 

Base de dados simples

Você tem todo o direito de abrir um arquivo texto, ou de encontrar um servidor de logs na nuvem. Porém nem sempre isso é possível. O que pode ser feito é a instalação de sistemas simples como o sqlite, hql, entre outros.

É possível instalar o mysql também mas lembre-se que a BeagleBone Black possui pouco espaço interno (4GB as versões mais novas) e apenas 512MB de ram.

 

Java Virtual Machine

É possível instalar o java na BeagleBone Black.

 

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia