Repelente Sônico (MIN113)

Pernilongos, muriçocas e outros insetos do mesmo grupo, ou chamados por outro nome conforme a região do país parecem não suportar sons contínuos de certas frequências. Neste fato se baseia o funcionamento dos repelentes eletrônicos.

Eles consistem em pequenos osciladores de áudio que geram sons agudos contínuos de pequena intensidade.

O circuito que descrevemos faz justamente isso. Usando um circuito integrado de baixo consumo ele pode ser alimentado com tensões de 3 a 9 V, ou seja, 2 a 4 pilhas ou bateria.

Mesmo quando usado continuamente, as pilhas terão boa durabilidade.

Montado numa unidade compacta ele pode ser transportado e usado com facilidade. Na figura 1 temos o seu circuito.

 

Figura 1
Figura 1

 

Na figura 2 temos a disposição dos componentes numa placa de circuito impresso.

 

Figura 2
Figura 2

O circuito integrado TLC7555 consiste na versão CMOS de baixo consumo do 555. Pode ser usado um 555 comum, mas o consumo será levemente maior.

O transdutor é uma cápsula piezoelétrica ou um fone de cristal. Estes transdutores tem um rendimento maior numa frequência em torno de 5 kHz. Faça o ajuste para chegar perto do ponto de máximo.

Os demais componentes são comuns. Uma vez montado é só ligar e experimentalmente encontrar a frequência que dê melhores resultados com os insetos que o afligem.

Se precisar de componentes originais e com o envio imediato, acesse mouser.com
.

CI-1 - TLC7555 ou equivalente - circuito integrado

R1- 10k Ω x 1/8 W- resistor - marrom, preto, laranja

R2- 4,7 k Ω x 1/8 W- resistor - amarelo, violeta, vermelho

P1- 100k - trimpot

C1- 47 nF- capacito cerâmico ou poliéster

C2 - 10 µF - eletrolítico para 12 V ou mais

S1- Interruptor simples

BZ - Transdutor piezoelétrico

B1- 3 a 9 V - pilhas ou bateria

Diversos:

Placa de circuito impresso, suporte de pilhas ou conector de bateria, caixa para montagem, fios, solda, etc.

 


Localizador de Datasheets


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Opinião

Chegou 2021 (OP028)

Sim, 2021 chegou e com ele o futuro. As coisas não mais serão como antes e durante todo o ano da pandemia estivemos nos preparando para isso. Analisando as tendências do futuro, o que abordamos em interessante artigo que se encontra no site assim como teremos a versão em vídeo, percebemos que o mundo da tecnologia talvez seja um dos mais afetados pelas mudanças.

Leia mais...