NOSSAS REDES SOCIAIS -

Transmissor elementar (MIN067)

A produção de sinais de rádio ou ondas eletromagnéticas, que podem se propagar pelo espaço e levar informações, é‚ tão simples que poucos sabem que pode ser conseguida com apenas três componentes improvisados. Essa possibilidade pode ser explorada em demonstrações, como trabalho escolar, aulas ciências e em feiras de ciências.

Os sinais, que podem atravessar obstáculos como tábuas, divisórias de madeira e paredes, podem ser captados num rádio portátil comum transistorizado.

Experimentalmente o montador pode demonstrar os efeitos citados, mas como montagem de uso prático ela serve para transmitir sinais em código para um amigo que está num apartamento ou sala adjacente, através da parede.

O transmissor é extremamente simples, como dissemos, e como receptor pode ser usado qualquer radio portátil.

 

Funcionamento:

Interrupções de corrente muito rápidas podem gerar oscilações de cargas elétricas que produzem ondas de rádio, ou seja, ondas eletromagnéticas de altas freqüências, que se propagam pelo espaço com a velocidade da luz.

Podemos produzir tais "vibrações" de uma maneira muito simples esfregando um fio ligado a uma pilha, numa lima comum. Como "carga" indutiva para reforçar as oscilações, ou seja, produzir os sinais desejados temos uma bobina enrolada num bastão de ferrite.

Na realidade, este circuito não gera um sinal de freqüência fixa. Seus sinais se espalham numa ampla faixa de freqüências, produzindo assim um "ruído radioelétrico" ou EMI (Electromagmnetic Interference - Interferência eletromagnética).

Sua operação como transmissor realmente para longos alcance é proibida, pois ele interfere em muitos tipos de aparelhos de comunicação.

No entanto, foram iguais a este os primeiros aparelhos usados por Marconi, Landel de Moura e outros pesquisadores que acabaram por inventar o rádio.

No nosso sistema, usaremos como antena um simples pedaço de fio de uns 50 cm de comprimento, e para demonstrações com alcances pequenos, nem mesmo isso será necessário, pois os sinais não irão além de alguns metros. Com este procedimento evitamos que ocorram interferências em rádios e televisores ligados nas proximidades.

Trata-se, evidentemente, de um aparelho indicado apenas para demonstrações e experiências a curta distância. Na figura 1 temos o diagrama completo de nosso transmissor elementar.

 

Figura 1
Figura 1

 

Na figura 2 temos o aspecto geral da montagem.

 

Figura 2
Figura 2

 

A bobina é enrolada num bastão de ferrite (que pode ser aproveitado de qualquer rádio transistorizado velho fora de uso) e tanto pode ser cilíndrica como chata. Esta bobina tem um enrolamento formado por aproximadamente 40 voltas de fio comum ou esmaltado de qualquer espessura e outro enrolamento com 5 voltas do mesmo fio.

Os fios de conexão à pilha são soldados nos seus terminais. Se forem usados fios esmaltados eles devem ser raspados no ponto de soldagem.

 

Para operar o transmissor é simples:

Ligue nas proximidades (1 a 2 metros) um rádio AM fora de estação sintonizado em qualquer ponto da escala. Raspe o fio na lima. Deve ser transmitido um ruído ao rádio.

O leitor verá que estes sinais podem atravessar obstáculos, pois se o rádio estiver do outro lado de uma parede eles ainda serão captados.

A codificação dos sinais, para eu mensagens possam ser transmitidas, pode ser feita em Morse. Nesta condição uma "raspada" de curta duração significa um ponto e uma raspada mais longa um traço. Pontos e traços são combinados de formar letras, números e sinais gráficos.

Para uma operação com um alcance um pouco maior, a antena é um pedaço de fio comum de aproximadamente 50 cm a 1 metro. A ligação à terra pode ser feita em qualquer objeto de metal de maior porte.

Conforme explicamos, este transmissor não emite sinais de freqüência fixa mas sim um ruído. Desta forma, não o ligue à antenas externas ou longas. Os sinais também poderão ser sintonizados na faixa de ondas curtas de 3 MHz a 10 MHz, se o leitor possui um receptor que tenha essas faixas.

Fora de uso, não deixe o fio encostado na lima, pois além de não haver emissão, a pilha se gasta rapidamente pelo excesso de corrente.

 

B1 - 1 pilha grande

X1 - 1 lima

L1 - Bobina - ver texto

 

Diversos:

Terminal antena/terra, fio esmaltado, fios, solda, etc.

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Em busca de novos tempos

Em nossos últimos artigos, participações em lives, podcasts e vídeos temos ressaltado que estamos rapidamente caminhando para uma mudança de hábitos. São os novos tempos que estão chegando e que, em vista da pandemia estamos buscando para que sejam melhores e que nos tragam esperanças, paz e novos graus de compreensão, principalmente em nível mundial.

Leia mais...

Servir
Servir só para si é não servir para nada. (Cest nétre bon rien de nétre bon qu soi.)
Voltaire (1694 - 1778) - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)