Transmissor de FM Valvulado (V616)

Utilizando uma válvula apenas, este transmissor tem uma potência de alguns watts, o que significa um grande alcance quando usada uma antena externa. Alertamos, entretanto, os leitores para as restrições legais que regem a operação deste tipo de transmissor.

O transmissor apresentado utiliza uma única válvula 6C4 que é o componente crítico na montagem.

Até mesmo o transformador de força foi eliminado, substituído por uma fonte direta sem transformador, se bem que isso passe a exigir cuidados especiais com o alojamento do circuito numa caixa.

O circuito funciona tanto na rede de 110 V como 220 V e usa uma configuração especial para placa onde um soquete especial para a válvula deve ser utilizado.

A configuração empregada é de um oscilador Hartley com um trimmer de alta tensão para a sintonia.

A modulação pode ser feita por uma fonte de sinal externa como um amplificador, mixer ou mesmo um microfone.

O leitor deve ter experiência com circuitos de alta tensão e alta frequência para ter sucesso na montagem deste transmissor.

 

Montagem

Na figura 1 temos o diagrama completo do transmissor.

 

 

 

Figura 1 – Diagrama completo do transmissor
Figura 1 – Diagrama completo do transmissor

 

A placa de circuito impresso para a montagem é mostrada na figura 2.

 

   Figura 2 – Placa de circuito impresso para a montagem
Figura 2 – Placa de circuito impresso para a montagem

 

Na montagem, observe a posição do soquete de 7 pinos da válvula e a polaridade dos diodos que devem ser os 1N4007 para as duas redes, mas os 1N4004 também funcionarão na rede de 110 V.

Os capacitores são cerâmicos para 400 V e os eletrolíticos para 250 V ou mais se a rede for de 110 V ou 400 V ou mais se a rede for de 220 V.

Na figura 3 temos a pinagem da válvula 6C4.

 

   Figura 3 – Pinagem da válvula 6C4
Figura 3 – Pinagem da válvula 6C4

 

Os capacitores eletrolíticos normalmente encontrados em equipamentos antigos são duplos com um invólucro de rosca e a parte metálica consiste no pólo negativo, conforme mostra a figura 4.

 

   Figura 4 – Capacitores eletrolíticos duplos antigos
Figura 4 – Capacitores eletrolíticos duplos antigos

 

Se for usado um capacitor deste tipo, ele deve ser montado conforme mostra a figura 5.

 

   Figura 5 – Montagem do capacitor
Figura 5 – Montagem do capacitor

 

É claro que, se forem encontrados capacitores com terminais axiais convencionais, a montagem ficará facilitada.

Se for usar um capacitor retirado de algum aparelho fora de uso, teste-o antes.

Estes capacitores tendem a se deteriorar se ficarem muito tempo se funcionar num aparelho.

Os resistores são de 1/8 W exceto R1 que é de fio com 5 W de dissipação.

A bobina consta de 2 + 2 espiras de fio telefônico grosso ou esmaltado 22 ou 24.

O transformador T1 tem secundário de 6 V com corrente entre 500 mA e 1 A, servindo para aquecer o filamento da válvula.

Na figura 6 temos o modo de se acoplar um circuito de modulação com um pequeno transformador externo.

 

   Figura 6 – Circuito de modulação
Figura 6 – Circuito de modulação

 

P1 deve ser ajustado para se obter som puro no receptor, sem distorções.

Um processo de modulação mais eficiente é oi que faz uso de um varicap, sendo mostrado na figura 7.

 

   Figura 7 – Modulação por varicap
Figura 7 – Modulação por varicap

 

Lembramos finalmente, que este circuito não é isolado da rede de energia e opera com tensões muito altas, as quais podem causar choques perigosos.

Na rede de 220 V, a potência ultrapassa 5 W e a corrente de placa é da ordem de 25 mA, com uma dissipação total de 8 W.

Na rede de 110 V temos menor potência, mas mesmo assim, o rendimento do circuito é elevado.

 

V1 – 6C4 – válvula triodo

D1 a D4 – 1N4004 ou 1N40007 – diodos retificadores, ver texto

R1 – 1 k ohms x 5 W – resistor de fio

R2 – 330 ohms – resistor – laranja, laranja, marrom

R3 – 15 k ohms – resistor – marrom, verde, laranja

C1, C2 – 100 nF – poliéster x 400 V – capacitores

C3, C4 – 47 uF ou 50 uF – capacitores eletrolíticos – ver texto

C5 – 100 nF – capacitor cerâmico para 400 V

C6 – 47pF – capacitor cerâmico para 400 V

C7 – 10 pF – capacitor cerâmico para 400 V

C8 - 22 pF – capacitor cerâmico para 400 V

C9 – 10 nF – capacitor cerâmico para 400 V

CV – 3 – 30 pF – trimmer de alta tensão

F1 – 1 A – fusível

S1 – Interruptor simples

T1 – Transformador – ver texto

L1 – Bobina – ver texto

 

Diversos:

Placa de circuito impresso, caixa para montagem, fios, solda, cabo de força, etc.

 


Opinião

Olhando para o futuro

Já estamos aprendendo a viver com a pandemia e nos preparando para os tempos em que tudo voltará ao normal, mas não o normal a que estávamos acostumados. Um novo normal, com novos hábitos, a tecnologia aplicada talvez de uma forma diferente, novas profissões e principalmente tecnologias específicas que antes não haviam sido pensadas.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia