Novos Grandes Planetas no Nosso Sistema (NOT313)

Janeiro 2015 – Uma forma de se descobrir corpos celestes que não podem ser vistos pelos telescópios por serem escuros (planetas ou estrelas com pouca luminosidade) é através da influência gravitacional que provocam em corpos celestes próximos que podem ser vistos.

Os grandes planetas depois de Júpiter foram descobertos desta forma. Uma pequena perturbação da órbita de netuno permitiu a descoberta de Plutão.

Agora, com recursos tecnológicos mais avançados do que o simples telescópio terrestre, novas descobertas estão sendo feitas.

Dois novos objetos, parecem estar influenciando objetos perto da Netuno, denominados Extreme Trans-Neptuinian Objects (ETNO) os quais têm um padrão orbital que sugere a presença de corpos muito grandes nas vizinhanças.

Estes novos corpos estariam a distâncias pelo menos 40 vezes maior que a distância da terra a Júpiter que é da ordem de 700 milhões de quilômetros. Nessa distância a quantidade de luz que recebem do sol é muito pequena. Não é de se estranhar que mesmo sendo grandes não tenham sido vistos por nenhum telescópio.

 


 

 

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia