Transistores de Carbono 100% recicláveis (NOT426)

Não é preciso salientar que um dos grandes problemas da eletrônica de nossos dias é o lixo. Não apenas os componentes baseados em silício, como também de outros materiais, muitos dos quais tóxicos apresentam serias dificuldades para uma eventual reciclagem.

Uma ideia que pode modificar o modo como os componentes eletrônicos são reciclados foi proposta pelos pesquisadores da Universidade de Duke nos Estados unidos.

O que eles desenvolveram foram transistores que podem ser impressos com uma tinta de carbono numa folha de papel que também é um substrato degradável. As aplicações são muito interessantes.

Por exemplo, podemos usá-los em sensores ambientais que podem ser deixados na natureza para serem automaticamente destruídos, sem prejudicar o meio ambiente. Sensores biomédicos poderiam ser implantados e depois de certo tempo se autodestruiriam sem afetar nosso corpo.

A possibilidade de termos uma eletrônica totalmente baseada em carbono ainda está longe, pois sempre precisaremos ter outros materiais em jogo, mas já é um começo.

A equipe de Duke (https://franklin.pratt.duke.edu/) se baseia em sem semicondutores 2D e nanotubos (1D) de carbono sendo liderada por Aaron Franklin.

No protótipo eles conseguiram uma estrutura que pode conduzir uma corrente de 87 uA e uma tensão sub-limiar de 132 mV que permitirá a elaboração de transistores totalmente de carbono.

 

Transistor impresso com carbono em papel – Foto Duke University
Transistor impresso com carbono em papel – Foto Duke University

 

 

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia