Amplificador de 1 W de Uso Geral (ART2182)

Descrevemos um amplificador de 1 W de potência alimentado com 6 V e que necessita apenas de 4 componentes externos. Este amplificador pode ser usado na bancada como amplificador de prova, em intercomunicadores e porteiros eletrônicos, na saída de rádios, como reforçador para walkmans e em multas outras aplicações.

A disponibilidade de amplificadores integrados que necessitam de pouquíssimos componentes externos, facilita extremamente o projeto de amplificadores que se tornem extremamente compactos e simples de montar.

Usando um TDA7052 da Philips Components, descrevemos um destes amplificadores que admite uma gama enorme de aplicações práticas na sua faixa de potência.

De fato, com apenas 6 V de alimentação, este amplificador fornece 1 W de saída numa carga de 8 ohms o que nos sugere as seguintes aplicações práticas:

Intercomunicadores

Reforçador para pequenos rádios walkmans

Amplificador de prova para a bancada

Saída de rádios de VHF e AM caseiros

Seguidor de sinais

Porteiros eletrônicos

 

O TDA7052

O circuito integrado TDA7052 da Philips Components consiste num amplificador BTL Mono com 1 W de saída apresentado em invólucro DIL de 8 pinos.

Este componente foi projetado para ser usado com alimentação de 6 V em aparelhos portáteis.

O ganho é fixado internamente em 40 dB. Como este integrado foi projetado para operação com aparelhos alimentados a bateria, uma compensação interna que mantém a potência quando a tensão da fonte cai, foi incorporado.

Dentre as principais vantagens que o fabricante cita para este integrado temos:

Não necessidade de componentes externos (exceto filtragem e controles)

Não produção de estalidos quando o circuito é ligado ou desligado.

Não necessita de radiador de calor

Baixa corrente de consumo

Possui proteção contra curto-circuitos na saída

 

CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS

 


 

 

 

Montagem

Na figura 1 temos o diagrama completo de nosso amplificador.

 

  Figura 1 – Diagrama do amplificador
Figura 1 – Diagrama do amplificador

 

 

A placa de circuito impresso muito simples é mostrada na figura 2.

 

  Figura 2 – Placa para a montagem
Figura 2 – Placa para a montagem

 

 

Sugerimos a instalação do amplificador numa pequena caixa acústica com um alto-falante pesado, que proporciona melhor rendimento.

Para a alimentação pode ser usada uma fonte de 6 V x 1 A ou então pilhas médias ou grandes.

Na figura 3 temos uma sugestão de fonte que pode ser usada para este amplificador em caso de uso fixo.,

 

Figura 3 – Sugestão de fonte
Figura 3 – Sugestão de fonte

 

 

O capacitor C1 pode ser cerâmico ou de poliéster e os eletrolíticos são para 6 V ou mais.

O potenciômetro de volume pode ser de 22 ou 47 k ohms.

Na figura 4 damos uma sugestão para se acrescentar um simples controle de tonalidade.

 

Figura 4 – Controle simples de tonalidade
Figura 4 – Controle simples de tonalidade

 

 

Para o integrado sugerimos a utilização de um soquete DIL de 8 pinos que facilita a troca do componente em caso de necessidade e ainda evita o calor no processo de soldagem.

 

PROVA E USO

Para provar, basta ligar na entrada uma fonte de sinal qualquer. Dependendo do uso, devemos utilizar alguns recursos para casamento de impedância com a fonte externa de sinal.

Assim, para reforço do sinal de pequenos rádios, walkmans e alguns outros aparelhos com potência na faixa de miliwatts, pode ser necessário usar um resistor de carga, conforme mostra a figura 5.

 

Figura 5 – Usando um resistor de carga
Figura 5 – Usando um resistor de carga

 

 

Este resistor deve ter o valor da mesma ordem de grandeza da carga que normalmente é utilizada com o aparelho do qual se deseja reforçar o sinal.

Para pequenos rádios de 2 e 4 pilhas e até menos com alto falante resistor pode ser de 10 ohms x 1/2 W.

Para walkman, o resistor deve ser de 33 ohms x 1/4 W ou mesmo 47 ohms x 1/4 W. Este resistor será necessário se for notada distorção de sinal no reforço.

Para utilizar como reforçador use o sinal da fonte com volume reduzido e controle o volume final no amplificador.

Na figura 6 temos uma sugestão para se usar o amplificador como porteiro eletrônico ou intercomunicador.

 

Figura 6 – Porteiro ou intercomunicador
Figura 6 – Porteiro ou intercomunicador

 

 

O transformador é de saída com uma impedância de primário entre 5 e 10 k ohms do tipo antigo usado com amplificadores a válvulas.

Tipos de impedâncias menores, usados em aparelhos transistorizados podem ser experimentados, mas com um rendimento menor.

O alto-falante no caso vai funcionar como microfone. Um intercomunicador completo simples e é mostrado na figura 7, onde a chave S1 troca as funções falar/ouvir e fica montada junto a estação local, já que a remota não terá controle sobre o sistema.

 

Figura 7 - Intercomunicador
Figura 7 - Intercomunicador

 

 

Neste circuito um LED deve ser usado para indicar que a fonte está ligada, principalmente se o aparelho for alimentado a pilhas. Esta versão resulta num excelente porteiro eletrônico.

 

CI-1 - TDA7052 - circuito integrado

FTE - alto-falante de 8 ohms (10 cm ou mais)

P1 - 22 k ohms - potenciômetro log

S1 -interruptor simples

B1 - 6 V - 4 pilhas médias ou grandes ou fonte de alimentação

C1 - 4,7 uF - capacitor eletrolítico

C2 - 220 uF - capacitor eletrolítico

C3 - 100 nF - capacitor cerâmico ou poliéster

 

Controle de tom

P2 - 47 k ohms - potenciômetro lin ou log

C4 - 47 nF - capacitor cerâmico ou poliéster i

Diversos: caixa para montagem, placa de circuito impresso, soquete para o integrado, botão para o potenciômetro, fios, solda, suporte de pilhas, etc.

 

 


Opinião

Olhando para o futuro

Já estamos aprendendo a viver com a pandemia e nos preparando para os tempos em que tudo voltará ao normal, mas não o normal a que estávamos acostumados. Um novo normal, com novos hábitos, a tecnologia aplicada talvez de uma forma diferente, novas profissões e principalmente tecnologias específicas que antes não haviam sido pensadas.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia