NOSSAS REDES SOCIAIS -

Sirene Intermitente - Projeto em Matriz de Contato (ART1333)

Os projetos em matrizes de contatos são ideais para escolas técnicas e pessoas que estejam aprendendo eletrônica. Temos no site artigo que ensina como usar as matrizes e também, em nosso curso, a teoria completa sobre o funcionamento de diversos circuitos. Neste artigo, damos um projeto interessante que, além de simples, tem efeitos sonoros atraentes. Trata-se de uma sirene intermitente com dois circuitos integrados 555.

Descrevemos a montagem de uma sirene modulada em que são utilizados dois circuitos integrados 555 na configuração estável, alimentando uma pequena etapa de potência, capaz de excitar com bom volume um alto-falante.

O circuito pode ser usado em alarmes, efeitos sonoros, decoração e em muitas outras aplicações, funcionando com tensões de 6 a 12 V. Quanto maior a tensão, maior a intensidade do som produzido.

 

Funcionamento

O primeiro circuito integrado 555 gera pulsos intervalados que vão determinar o modo como o som produzido pela sirene varia. A frequência deste oscilador é ajustada em P1, o que permite determinar o modo como o som varia. O capacitor C1 é o outro componente do circuito que determina o som, podendo também ser alterado.

Os sinais deste oscilador controlam o segundo oscilador, que também utiliza um circuito integrado 555. Este oscilador determina o tom do som produzido, podendo ser ajustado em P2. O capacitor C2 determina a frequência central deste oscilador, também podendo ser alterado.

O sinal deste oscilador que consiste agora em pulsos controlados pelo primeiro oscilador é aplicado à base de um transistor de potência de áudio. Este transistor tem em seu coletor um alto-falante que reproduz o som gerado.

 

Montagem

Na figura 1 temos o diagrama completo da sirene.

 

Figura 1- Diagrama completo da sirene
Figura 1- Diagrama completo da sirene

 

Na figura 2 temos a montagem do circuito numa matriz de contatos.

 

Figura 2 - Montagem na matriz de contatos
Figura 2 - Montagem na matriz de contatos

 

O transistor de potência deve ser dotado de um pequeno radiador de calor se a tensão de alimentação estiver acima de 9 V.

Observe bem a posição dos circuitos integrados e do transistor, pois se houver inversão, o circuito não funciona.

Os potenciômetros não são críticos podendo ser usados tipos entre 220k e 1 M para os ajustes. Até mesmo trimpots podem ser usados, do tipo que se encaixa em matrizes de contato.

O circuito pode ser alimentado por pilhas ou por uma fonte de alimentação com pelo menos 300 mA de corrente.

 

CI-1, CI-2 - 555 - circuitos integrados

Q1 - TIP31 - Transistor NPN de potência

FTE - 4 ou 8 ? x 10 cm ou maior - alto-falante

B1 - 6 a 12 V - pilhas ou fonte

P1, P2 - 470k - potenciômetros ou trimpots

R1, R2 - 4k7 x 1/8 W - resistores - amarelo, violeta, vermelho

R3, R4 - 10k x 1/8 W- resistores - marrom, preto, laranja

R5 - 1k x 1/8 W - resistor - marrom, preto, vermelho

C1 - 10 µF - capacitor eletrolítico

C2 - 22 nF - capacitor cerâmico ou poliéster

Diversos:

Matriz de contatos, fios, suporte de pilhas ou fonte, etc.

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Em busca de novos tempos

Em nossos últimos artigos, participações em lives, podcasts e vídeos temos ressaltado que estamos rapidamente caminhando para uma mudança de hábitos. São os novos tempos que estão chegando e que, em vista da pandemia estamos buscando para que sejam melhores e que nos tragam esperanças, paz e novos graus de compreensão, principalmente em nível mundial.

Leia mais...

Outros
Os outros, infelizmente, somos nós. (Les autres, hélas! Cest nous.)
Bernamos (1888 - 1948) - Carta de Palma - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)