Faça seu Demoiselle (MEC556)

Utilizando materiais alternativos, que geralmente se têm em casa, este artigo mostra como montar um aeromodelo que lembra o Demoiselle, o primeiro avião esportivo do mundo.

 

Nota: Este artigo é de uma Mecatrônica fácil de 2006

O Demoiselle (figura 1) é o primeiro ultraleve da história. Projetado e construído por Alberto Santos-Dumont em 1908, com apenas 115 kg, medindo 5,50 m de comprimento, 5,55 m de envergadura e acionado por um motor de 24 CV. Considerado também como o primeiro avião esportivo do mundo devido a sua facilidade de pilotagem, ele era tão compacto que Santos Dumont o levava em seu próprio carro.

Este artigo ilustra, passo a passo, a montagem de um aeromodelo tipo planador que em suas linhas se assemelha ao Demoiselle original. O objetivo é utilizar material alternativo e rapidez na montagem. Inicialmente, separe o material necessário (figura 2) e acompanhe os passos da montagem nas próximas páginas.

 

TESTE VE VÔO

Depois de construído do modelo, segure-o pelo palito de churrasco no ponto de CG (centro de gravidade) e lance-o suavemente em linha reta. Observe o comportamento do voo. Se ele caiu de cauda, significa que temos que colocar mais peso no bico (colocar mais clips). Se o modelo caiu rapidamente de bico, significa que temos que tirar peso do bico (clips). Um modelo ajustado deve planar e pousar suavemente.

 

 


| Clique na imagem para ampliar |

 

 


| Clique na imagem para ampliar |

 

 

 


| Clique na imagem para ampliar |

 

 

Mecânica

 


 

 

 

"Tenho ainda alguns anos de vida e quero ver como você se conduz: vá para Paris, o lugar mais perigoso para um rapaz. Vamos ver se você se faz um homem; prefiro que não se faça doutor. Em Paris, com o auxílio de nossos primos, você procurará um especialista em Física, Química, Mecânica, Eletricidade, etc., estude essas matérias e não se esqueça que o futuro do mundo está na Mecânica. Você não precisa pensar em ganhar a vida; eu lhe deixarei o necessário para viver."

 

Foi com essas palavras que o engenheiro Henrique Dumont, pai de Alberto Santos-Dumont, o incentivou aos estudos e a realizar seus sonhos.

Alberto Santos-Dumont fixou residência em Paris aos 19 anos e dos 25 aos 35 anos projetou, construiu e pilotou cada uma de suas 22 aeronaves.

Um de seus projetos mais famosos, o 14-bis, construído com bambu da índia e seda do Japão no qual foi instalado um motor V8 Antoinette de 50 HP, tinha as dimensões de 10 m de comprimento, 4,81 m de altura e envergadura de 11,5 m, totalizando um peso de 290 kg.

Com o 14-bis, Alberto Santos-Dumont fez dois voos históricos no campo de Bagatelle em Paris. O primeiro em 23 de outubro de 1906 percorrendo 60 metros a 3 metros de altura, e o segundo em 12 de novembro voando 220 metros e chegando a 6 metros de altura, estabelecendo os primeiros recordes da aviação no mundo. Segundo muitos, foi o 14-bis o primeiro artefato humano mais pesado que o ar a levantar voo pelos seus próprios meios.

Para reviver essa época gloriosa de um ilustre brasileiro pioneiro em uso de tecnologia mecânica e de materiais, o leitor pode montar uma réplica do 14-bis. A Casa Aero Brás, especializada em aeromodelismo, desenvolveu e comercializa dois tipos de kits para montagem do 14-bis.

A figura acima ilustra o modelo montado com kit feito inteiramente em madeira balsa. A figura abaixa mostra o modelo montado com o kit feito de madeira balsa e papel arroz.

Para os leitores que queiram montar uma réplica do 14-bis com materiais alternativos, podem utilizar como referência a planta que está disponível na internet e que pode ser acessada através do site da revista.

Então mãos à obra e aproveite esse centenário do primeiro voo se contagiando e se inspirando com a energia, criatividade e perseverança de um homem que buscou todo conhecimento necessário para realizar seus próprios sonhos e um dos sonhos mais antigos do homem, o sonho de voar...

 


 

 

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia