Transformadores (Relação entre a tensão de entrada e de saída) (IP1313)

O que determina a tensão obtida no secundário de um transformador (em função da tensão aplicada ao primário desse mesmo transformador), é a relação entre o número de espiras existente nos dois enrolamentos.

Por exemplo, se no enrolamento primário de um transformador ligado a rede de 220 Volts existirem 10 000 espiras de fio, a tensão obtida no enrolamento secundário que apresenta 5 000 espiras, portanto, a metade, será de 110 Volts. Por outro lado, se o secundário tiver 20 000 espiras, a tensão será de 440 Volts. A tensão é portanto diretamente proporcional ao número de espiras, o que nos permite estabelecer uma fórmula para o cálculo de tensões nos enrolamentos dos transformadores:

V1/V2 = N1/N2

Nesta fórmula:

N1 = número de espiras do enrolamento primário

N2 = número de espiras do enrolamento secundário

V1 = tensão no enrolamento primário

V2 = tensão no enrolamento secundário

 

 


Opinião

Eventos e muito mais (OP212)

Nosso grande destaque deste mês é o nossa Jornada do Desenvolvimento, que ocorrerá em três etapas sendo a primeira a que foi realizada entre 9 e 13 de agosto. Ela foi uma preparação para as demais que devem ocorrer em setembro e outubro, com oficinas de desenvolvimento com o Edukit SigFox e a Franzininho, numa jornada com os próprios criadores.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia