Inglês instrumental - O Significado de Glitch (ING047a)

Por diversas vezes, em nossos artigos e em outras oportunidades, temos salientado a importância do conhecimento do inglês por parte do profissional da eletrônica e das diversas áreas relacionadas. Mais de 90% do conteúdo da Internet se encontra nesse idioma e a maior parte da literatura impressa na forma de datasheets, applications notes e outros documentos se encontram nesse idioma.

Um dos pontos importantes que o profissional da eletrônica deve levar em conta é que o inglês que ele aplica no seu dia a dia é diferente do inglês de uma pessoa comum.

Os termos técnicos e a forma como eles são utilizados tornam o inglês instrumental, aplicado à eletrônica, muito diferente do inglês do dia a dia.

É por esse motivo que, com freqüência vemos jornalistas experientes, tradutores com muitos anos de experiência e até mesmo professores encontrarem sérias dificuldades na tradução de um texto técnico.

Termos específicos da eletrônica, usados de formas diferenciadas, fazem a diferença que podem levar a uma boa ou a uma má tradução de um documento ou até mesmo ao seu entendimento.

Para os leitores que trabalham com eletrônica, conhecer os termos importantes da eletrônica e o modo como são usados tem utilidade dupla.

De um lado temos a maior facilidade em entender o seu significado real quando presentes num documento.

De outro lado temos uma maior facilidade de empregá-los quando for necessário redigir um relatório ou outro documento em inglês.

Assim, nessa nova seção vamos tratar justamente desse assunto, de uma maneira bastante leve, supondo que os leitores já possuam conhecimentos do inglês básico, ou seja, o inglês do dia a dia.

 

Formas de Onda

Um dos problemas das folhas de especificações de componentes ou de circuitos está no uso dos termos técnicos que definem os diversos estados de um sinal.

Para entender melhor o que ocorre, tomemos a figura 1 como exemplo, aproveitando a publicação de série de artigos da Texas Instruments sobre conversores de dados.

 

Figura 1
Figura 1

 

A legenda dessa figura, do Data Acquisition Circuits da Texas Instuments pode ser traduzida como "Características de Saída de um DAC Linear ou Multiplicador para uma mudança de passo no Código Digital de Entrada".

Será muito importante entender o significa dos diversos termos presentes nessa figura, os quais definem as características dos sinais, e sua forma correta de traduzir.

 

Glitch

As definições mais comuns para glitch são:

1. A minor malfunction, mishap, or technical problem; a snag: a computer glitch.

2. A false or spurious electronic signal caused by a brief, unwanted surge of electric power.

Traduzindo, dizemos em (1) que um "glitch" é uma pequena falha ou problema técnico "a snag" (uma saliência), ou "mishap" (contratempo) no caso de um sinal.

Em (2) ele é definido como um sinal eletrônico espúrio causado por um surto indesejável da energia elétrica.

Se bem que o termo "falha" ou "espúrio" sejam encontrados na literatura técnica, em muitos documentos, como ocorre na eletrônica, ele é mantido na forma original em inglês.

 

Setting Time

Trata-se do tempo de fixação ou estabelecimento.

No caso, é o tempo que o sinal demora para se "fixar" no valor final.

 

Slew Rate

O termo slew rate é muito usado em literatura técnica de eletrônica para indicar a "taxa de crescimento" de um sinal, ou a máxima velocidade de sua variação.

On termo slew significa "escorregar", o que não está muito longe do que ocorre com um sinal quando ele "escorrega" entre dois valores numa certa velocidade.

 

Delay Time

Delay é retardo ou atraso.

 

Assim, não existem dúvidas na tradução desse termo que tanto pode ficar como tempo de retardo como tempo de atraso.

 

As duas formas são corretas.

 

 

 

 

História da Palavra Glitch (segundo www.dictionary.com):

Although glitch seems a word that people would always have found useful, it is first recorded in English in 1962 in the writing of John Glenn: "Another term we adopted to describe some of our problems was 'glitch.' " Glenn then gives the technical sense of the word the astronauts had adopted: "Literally, a glitch is a spike or change in voltage in an electrical current." It is easy to see why the astronauts, who were engaged in a highly technical endeavor, might have generalized a term from electronics to cover other technical problems. Since then glitch has passed beyond technical use and now covers a wide variety of malfunctions and mishaps.

 

Tradução:

"Apesar de Glitch parecer uma palavra que as pessoas sempre acharam útil, ela apareceu pela primeira vez em inglês em 1962, nos escritos de John Glenn - "Outro termo que adotamos para descrever nossos problemas foi "glitch" - Gleen então deu o sentido técnico da palavra que os astronautas adotaram: "literalmente, um glitch é um pico ou mudança de tensão num sinal elétrico (**). - É fácil ver porque os astronautas, que estavam engajados num ambiente altamente técnico, deviam ter generalizado um termo da eletrônica para cobrir outros problemas técnicos. Desde então "glitch" passou ao uso técnico e agora cobre uma grande variedade de disfunções e contratempos "

 

(*) Autor possui 14 livros publicados nos Estados Unidos e é considerado "autor contemporâneo da língua inglesa" pelo Thomson Directory.

 

(**) Veja que no texto original aparece uma forma não muito correta de se dizer que se trata de uma mudança de tensão numa corrente... Gostamos de traduzir isso como uma mudança de tensão num sinal.


Localizador de Datasheets


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Opinião

Entrando em dezembro (OP207)

Estamos nos aproximando do último mês desse ano de pandemia (2020), com esperanças para que a vacina chegue logo e possamos voltar à normalidade. Há muito a ser feito a partir de agora e, como temos informados aqueles que nos seguem, nunca paramos. De fato, nosso trabalho tem sido contínuo, com a produção constante de material para o nosso site, lives, livros, vídeos, podcasts e muito mais. Na verdade, a única mudança que tivemos em nossas atividades foi a suspensão dos eventos presenciais. Esperamos que no próximo ano eles voltem, talvez com algumas modificações, mas que possamos estar juntos daqueles que nos acompanham.

Leia mais...