O Bom Datasheet (ING016)

Um dos itens mais importantes na atividade do profissional da eletrônica é saber se comunicar. Isso é válido tanto quando se trata de redigir ou entender um documento técnico em português como em inglês. A Allegro Microsystems possui um excelente artigo em que explica exatamente como devem ser escritos os datasheets e quais são os principais erros que se constatam, comprometendo muitas vezes o uso de um produto e com isso o nome do fabricante. Trataremos neste nosso artigo de alguns dos itens abordados neste documento.

Um dos pontos mais importantes, ao se redigir uma folha de dados ou “datasheet” para um componente, é  levar em conta que esse documento pode significar um elo de ligação entre pessoas e empresas que têm necessidades opostas.

Para quem lê uma folha de dados, ela reflete a empresa que o redige. Normalmente erros menores não são muito comentados, no entanto erros de redação ou mesmo de concordância e principalmente erros técnicos refletem diretamente a credibilidade e o próprio desempenho do componente, e conseqüentemente da empresa.

Outro ponto de extrema importância a ser analisado é que uma folha de dados de um componente também é considerada pelo cliente como um documento legal de garantia da performance de um produto.

Tudo isso significa que escrever uma folha de dados é uma arte, e saber interpretar seu conteúdo também.

Muitos usuários de componentes eletrônicos confundem as folhas de dados com peças de anúncio. Isso não é verdade e é justamente desse ponto que partimos para nossa lição de inglês, com o seguinte texto de um artigo da Allegro Microsystems Inc:

“reader often confuse data sheets with advertising. That may be because almost always the individuals responsible for generating the data sheets (usually Marketing Communications) are the same people who are responsible for the product’s advertising. Data sheets and advertising actually serve very different purposes. Ads benefits to attract prospects to inquire about a product or to reinforce a customer’s awareness of a company. .... The data sheet is then supposed to emphasize product features and inform rather than impress; it should be complete and able to stand on its own without further technical discussions.” – de A Complete Guide to Data Sheets – Allegro Microsystems Inc.

Vocabulário:
Confuse – confunde (to confuse = confundir)
Almost always – quase sempre
Data sheets – folha de dados
Responsible – responsável
Advertising – anúncio
Purpose – finalidade
Ads – anúncios
Reinforce – reforçar
Awareness – desprevenido
Emphasize – enfatizar
Able – capaz
Impress – impressionar

Esse texto justamente aborda o problema de muitas empresas, que utilizam os mesmos profissionais para redigir as folhas de dados dos componentes e os profissionais de marketing. A confusão pode se estabelecer entre as técnicas usadas na redução de anúncios e folhas de dados. São documentos completamente diferentes.

Também é importante observar que no mesmo texto, que pode ser obtido de forma completa no site www.allegromicro.com, o autor destaca que os datasheets devem justamente preencher a lacuna que existe entre o vendedor e o comprador que precisa de informações mais consistentes (técnicas) sobre o produto.

Passando ao inglês usado no texto, observamos que ele é bastante claro, empregando formas perfeitamente comuns e um vocabulário não muito sofisticado, o que deve ser uma norma na redação de um documento desse tipo. Um artigo técnico, uma folha de dados não é um, documento literário em que estilo rebuscado ou o emprego de termos difíceis pode ser usado livremente, até caracterizando um determinado autor. O estilo técnico é o estilo da objetividade e da simplicidade que levam à clareza. Isso é notado neste artigo e no texto que demos como exemplo.

É claro que em alguns casos, o uso de expressões idiomáticas pode trazer alguma dificuldade para uma tradução, caso em que a forma mais apropriada para a sua compreensão deve ser adotada. O leitor notará isso na tradução do texto que tomamos como exemplo.

Sua tradução ficará:

“Leitores freqüentemente confundem folhas de dados com anúncios. Isso pode ser porque quase sempre os indivíduos responsáveis pela produção de folhas de dados (usualmente Comunicações e Marketing) são as mesmas pessoas que produzem os anúncios dos produtos. Folhas de dados e anúncios realmente servem para finalidades diferentes. Os anúncios visam ser prospectos atrativos para criar a procura de um produto ou para reforçar o prevenção que um cliente tenha em relação a uma empresa.... A folha de dados supõe que os destaques do produto devem ser enfatizados e informar mais do que impressionar; ela deve ser completa e capaz de se suportar sem a necessidade de mais discussões técnicas”

Veja que neste texto temos algumas formas que não permitem ou não admitem uma tradução “ao pé da letra“. Assim, para obtermos um texto melhor em português, essas formas foram traduzidas pelo sentido e não diretamente pela maneira como apresentadas.

Fica claro neste texto, que existe um jogo entre os destaques e os benefícios de um produto, e quando um ou quando outro deve ser destacado.

Os destaques e as vantagens são importantes para uma folha de dados, mas muito mais importantes num anúncio ou “press release”.

Documentos do ISO/IEC destacam o modo como os padrões internacionais devem ser usados no seguinte texto:

“The objective of a (data sheet) is to define clear and unambihgous provissions in order to facilitate international trade and communication. To achieve this objective, the (data sheet) must:
be complete as necessary
be consistent, clear and concise
be comprehensible to qualified persons who have not participated in its preparation”- ISO/IEC Directives, Part 3, Drafting and Presentation of International Standards.

Traduzindo:

“O objetivo de uma (folha de dados) é definir claramente e de forma não ambígua elementos de modo a facilitar o comercio e comunicação internacional. Para alcançar este objetivo, a (folha de dados) deve
-  Ser tão completo quanto necessário
- Ser consistente, claro e conciso
Ser compreensível para pessoas qualificadas que não tenham participado de sua preparação”


Acrônimos
ANSI – American National Standards Institute – Instrituto Nacional Americano de Padrões
ISO – International Organization for Standardization – Organização Internacional para Padronização
JIS – Japanese Industrial Standard – Padrão Industrial Japonês
NSPE – National Society of Professional Engineers – Sociedade National de Engenheiros Profissionais
OBTW – Oh, By The Way – Oh, por falar nisso...A
ASAP – As Soon as Possible – O mais rápido possível
UPC – Universal Product Code – Código Universal de Produto
IEC – International Electrotechnical Commision – Comissão Eletrotécnica Internacional
IEEE – Institute of Electrical and Electronics Engineers – Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos
III – Institute for Information Industry – Instituto para Indústria da Informação
ITI – Industrial Technology Institute – Instituto de Tecnologia Industral.


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia