Telemetria médica com o CMX990 (TEL270)

O monitoramento de funções vitais através de equipamentos sem fio exige a utilização de circuitos com características especiais de confiabilidade e imunidade a influências externas. Diversos fabricantes de componentes dispõem, em sua linha de produtos, de circuitos integrados capazes de atendera essa gama de aplicações.

Nota: O artigo é de 2008.

Neste artigo destacamos a CML Microcircuits (www.cmlmicro.com), que apresenta em um Application Note a aplicação de seu circuito integrado CML990. Para informações completas sobre essa aplicação, o leitor pode baixar o documento no formato pdf diretamente do site da CML, a partir do qual elaboramos este material.

A possibilidade de se ter mobilidade em aplicações médicas, graças à aplicação das tecnologias wireless, é de extrema importância em nossos dias.

Isso foi totalmente conseguido quando no ano 2000 o FCC estabeleceu o WMTS (Wireless Medical Telemetry Service) nos Estados Unidos, justamente com a finalidade de atender a aplicações em telemetria médica.

As faixas de frequências alocadas para esse serviço foram as de 608-614 MHz, 1395 - 1400 MHz e 1429 - 1432 MHz. Nelas podem operar exclusivamente os equipamentos destinados a esse tipo de aplicação.

Como a maioria das aplicações envolvem monitoramento de funções de pacientes, é importante que os equipamentos sejam compactos e leves, operando a partir de baterias.

As primeiras gerações desses equipamentos tinham limitações que foram logo superadas pelas gerações de equipamentos seguintes. Assim, as aplicações mais modernas fazem uso do CMX990 da CML Microcircuits, que consistem em um circuito integrado que contém o transceptor de RF e modem.

Esse circuito integrado viabiliza a elaboração de projetos que operam na faixa de 608 a 614 MHz, sendo disponibilizado pela própria CML o EV9900, um kit de avaliação para esse tipo de aplicação.

 

O CMX990

O circuito integrado CMX990 consiste em um modem de pacotes de dados integrado com um transceptor de RF, proporcionando desse modo a maioria dos circuitos e funções, incluindo a interface com um microcontrolador para implementar um subsistema de modem completo.

O CMX990 pode operar na faixa de frequências de 400 MHz a 1 GHz com taxa de dados de 4 a 6 kbps, constando de uma base excelente para um modem WMTS para a faixa dos 600 MHz.

O dispositivo contém ainda recursos como correção de erros adiantada e detecção de erros, que facilitam a implementação de uma comunicação sem fio robusta com um mínimo de processamento de um microcontrolador.

Na figura 1 temos o diagrama de blocos do CMX990. O CMX990 possui diversos conversores A/D que permitem a conexão de sensores de temperatura e outras grandezas físicas. Além disso, o dispositivo também inclui dois sintetizadores que ajudam no direcionamento dos sinais do primeiro e segundo estágios tanto do receptor como do transmissor. Cada um desses sintetizadores é controlado por um VCO externo.

Com o kit de avaliação EV9900 pode-se analisar o desempenho do CMX9900. Embora configurado para a faixa de 900 MHz, ele emprega larguras de canal de 12,5 kHz e taxa de dados de 8 kbps, mas podendo ser facilmente alterada para a faixa de 600 MHz, conforme explicações dadas na documentação da CML.

 


| Clique na imagem para ampliar |

 

 


Opinião

Eventos e muito mais (OP212)

Nosso grande destaque deste mês é o nossa Jornada do Desenvolvimento, que ocorrerá em três etapas sendo a primeira a que foi realizada entre 9 e 13 de agosto. Ela foi uma preparação para as demais que devem ocorrer em setembro e outubro, com oficinas de desenvolvimento com o Edukit SigFox e a Franzininho, numa jornada com os próprios criadores.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia