Nanorobô Navega na Corrente Sanguínea (NOT303)

Novembro de 2014 – Em nossas palestras e aulas, quando falamos de nanotecnologia sempre citamos nanorobôs que poderiam navegar na nossa corrente sanguínea quer fazendo monitoramento de nosso estado físico como também carregando medicamentos que seriam liberados nos locais e horários apropriados.

Pois bem, cientistas do Max Planck Institute para sistemas inteligentes em Stuttgart (Alemanha) já conseguiram projetar um robô que pode navegar em fluídos biológicos usando recursos da nanotecnologia.

O minúsculo robô mostrado na foto pode navegar na corrente sanguínea que tem uma consistência diferente da água, o que dificulta a abordagem do projeto.

O sangue é um fluido não-Newtoniano, pois muda de viscosidade dependendo do momento, por exemplo, quando fazemos um esforço físico.

Para o caso deste tipo de fluído devem ser usados o que se denomina movimentos recíprocos e é justamente que o Prof. Peer Fischer com sua equipe no MaxPlanck Institute fizerem para chegar ao seu robô. Veja mais em:

http://www.mf.mpg.de/pf/publications.html (em inglês)

 


 

 

 


Opinião

O que vem pela frente (OP210)

Uma das características do Instituto Newton C. Braga é a manutenção do ritmo de suas realizações, independentemente do que se passa no nosso mundo. Não foi a pandemia, nem crises de qualquer tipo que alteraram nosso ritmo de trabalho.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)