555 Bipolar ou CMOS (ART2012)

A disponibilidade do 555 na versão CMOS (TLC7555) deixa muitos projetistas em dúvida quanto a utilização na hora de realizar um projeto. Qual é o melhor? Evidentemente, não é só o desempenho que deve ser observado em cada caso, mas também outras características, e principalmente custos. Neste artigo damos um quadro comparativo entre os dois componentes; guarde-o em local acessível.

O circuito integrado CMOS TLC7555 tem a mesma pinagem do famoso 555 bipolar e, em princípio, visa sua substituição na maioria das aplicações.

Na figura 1 temos o diagrama interno, em blocos, dos dois componentes.

 

   Figura 1 – Diagrama interno das duas versões
Figura 1 – Diagrama interno das duas versões

 

Em muitos casos o 7555 é melhor que o 555, mas este "melhor e muito relativo.

Somente a comparação das características, e levando em conta o custo, é que pode fazer um projetista saber qual deve ser usado.

Na tabela 1 damos as principais características dos dois componentes, comparadas.

 


 

 

E importante observar que o 555 bipolar tomado como referência prevê as características médias dos tipos comerciais, já que são muitos os fabricantes.

Para o tipo CMOS tomamos o TLC7555 da Texas Instruments

A figura 2 mostra um gráfico em que temos a diferença de consumo dos dois tipos de integrado no momento da comutação.

 

Figura 2 – Comparação de consumos na comutação
Figura 2 – Comparação de consumos na comutação

 

 

 


Localizador de Datasheets


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Opinião

Chegou 2021 (OP028)

Sim, 2021 chegou e com ele o futuro. As coisas não mais serão como antes e durante todo o ano da pandemia estivemos nos preparando para isso. Analisando as tendências do futuro, o que abordamos em interessante artigo que se encontra no site assim como teremos a versão em vídeo, percebemos que o mundo da tecnologia talvez seja um dos mais afetados pelas mudanças.

Leia mais...