Simples Interface de Saída (ART2422)

Este circuito é sem dúvida um dos mais simples meios de interfaceamentos de saída para seu micro, seja ele qual for. Utilizando apenas dois circuitos integrados TTL comuns e de baixo custo, esta interface é a solução ideal para sequenciais programáveis, módulos de efeitos sonoros, controle de aparelhos elétricos etc., que sejam comandados por computador.

Obs. O artigo é de1986.

 

Como podemos notar, pelo diagrama na figura 1, o CI 74(LS) 23 é constituído por duas portas NOR expansíveis de 4 entradas.

Na configuração em que ele se encontra no esquema, em suas entradas são aplicados os sinais da linha de endereços (Address Bus) do micro e os sinais de controle WR e IORQ, de forma a decodificar o momento de execução de uma instrução de saída de dados pelo canal de periféricos no micro.

Neste momento, o dado disponível na linha de dados ou Data Bus é “trancado” num Latch composto pelo segundo circuito integrado, o 74(LS)273.

Este dado de 8 bits pode ser aproveitado para os mais variados fins, com o acionamento de relés no transistor, por exemplo.

Assim, para operar com a interface associada ao micro, basta fazer as conexões das linhas A0 a A6, WR e IORQ e D0 a D7 ao barramento de expansão, caso seu computador usa um Z 80 como microprocessador, caso contrário, deve-se verificar quais os sinais do microprocessador são equivalentes a estes.

Após, basta fazer a saída do dado que é desejado, em binário na saída de interface.

Para isto, utilize uma instrução do tipo OUT, N, através do basic do computador caso ele disponha desta instrução, onde n é o dado que será transmitido às saídas Q0 a Q7 da interface,

Caso seu micro não possua o comando OUT, este pode ser simulado por um programa em linguagem de máquina como o ilustrado a seguir:

LDA,N = “carrega o acumulador com o valor n”

OUT, A = “faz a saída dc dados no canal 0”

RET = “retorna ao basic”

 

Figura 1 – Diagrama da interface
Figura 1 – Diagrama da interface

 

 

Uma boa área da memória para a colocação deste programa é a do endereço 16514 em diante, para os micros da linha Sinclair com 16 K de memória RAM.

Neste caso, basta “POKAR” no endereço 16515 o valor dc N que será colocado na interface.

A alimentação do circuito é feita por uma tensão de 5 VDC, que pode ser extraída do próprio computador, já que o consumo do aparelho é irrisório.

Não é obrigatório o uso de circuitos integrados TTL LS, mas é mais prudente utilizar CIs deste tipo, pois consomem menos corrente e, portanto, não “carregarão” demais as saídas do microprocessador.

Na figura 2 podemos ver a placa de circuito impresso utilizada no protótipo, bem como a disposição dos poucos componentes em sua fase superior.

 

Figura 2 – placa de circuito impresso para o projeto
Figura 2 – placa de circuito impresso para o projeto | Clique na imagem para ampliar |

 

 

A ligação desta placa à saída do micro pode ser feita através de um cabo multivias ligado a um conector compatível com seu micro.

 

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia