Medidor de Intensidade de Campo (TEL163)

No nosso Curso de Eletrônica estudamos o que são as ondas eletromagnéticas e como estas podem ser produzidas. Interessa-nos em eletrônica especialmente a parte do espectro eletromagnético que corresponde às ondas de rádio. Estas ondas, cuja existência foi prevista por Maxwell e comprovada por Marconi e Landel de Moura, hoje são usadas em muitos sistemas de telecomunicações de uso diário como o rádio, a TV etc. O que propomos ao leitor nesta parte é a montagem de um medidor de intensidade de campo, ou seja, um aparelho que acusa a presença de ondas eletromagnéticas (ondas de rádio) e mede sua intensidade relativa.

O medidor de intensidade de campo que propomos pode servir para verificar o funcionamento de pequenos transmissores de rádio, microfones sem fio, walk-talkies, transmissores de radioamadores e muitos outros.

Este aparelho indicará a presença de ondas de rádio na faixa de frequências que vai de 100 kHz, aproximadamente, até mais de100 MHz.

Muito simples de montar, o indicador de RF, ou medidor de intensidade de campo, servirá para a realização de provas com equipamentos que geram ondas de rádio.

A alimentação do circuito é feita com duas pilhas, e o uso de antena telescópica permite a operação fácil sob quaisquer condições.

 

Como Funciona

As ondas eletromagnéticas, interceptadas por uma antena telescópica, induzem uma corrente de alta frequência que atinge o circuito via reator de RF XRF.

Este choque de RF impede que os sinais passem para a linha de terra do aparelho, desviando-os para o diodo detector D1.

Após a detecção, o sinal retificado é amplificado por dois transistores na configuração Darlington, aumentando assim em milhares de vezes sua intensidade.

O sinal é retirado do emissor via uma derivação do trimpot P1, sendo levado para o indicador que é um microamperímetro do tipo usado em VU de 0-200 µA.

O trimpot permite ajustar a corrente de repouso no instrumento, ou seja, o ponto de indicação zero; Assim, na presença de sinal de rádio teremos variações de tensão em P1 que fazem a agulha do instrumento deflexionar.

A escala deste instrumento pode ser graduada em termos de intensidade relativa do sinal.

Tendo por base um transmissor de potência conhecida ficará fácil elaborar este tipo de escala.

Veja que o circuito não necessita de sintonia. O uso de um choque de RF possibilita a cobertura de toda a faixa sem necessidade de sintonia.

 

Montagem

Na figura 1 temos o diagrama completo do aparelho.

 

Figura 1 – Diagrama do aparelho
Figura 1 – Diagrama do aparelho

 

Na figura 2 temos a sua montagem, para iniciantes e experimentadores, em ponte de terminais.

 

Figura 2 – Montagem em ponte
Figura 2 – Montagem em ponte

 

Nada impede que os leitores que tenham a possibilidade de realizar esta montagem em placa de circuito impresso o façam.

Os transistores são NPN comuns de uso geral, e para o trimpot se admite valores próximos como 4k7 e 22 k.

O diodo D1 pode ser qualquer um de uso geral de germânio. Na dificuldade em encontrar o choque de RF pronto, enrole umas 100 ou 200 voltas de fio fino (32 ou 34 AWG) num bastão de ferrite de 1 cm de comprimento e diâmetro entre:0,4 e 0,8 cm.

O instrumento é um VU-meter comum de 200 µA ou mesmo um miliamperímetro de 0 a 1 mA.

Observe a polaridade da ligação do suporte de pilhas, assim como do instrumento, pois, com uma inversão, e1e tende a deflexionar para a esquerda..

 

Ajuste e Uso

Aproxime a antena telescópica de qualquer pequeno transmissor, mas sem encostar em nenhuma parte de seu circuito, principalmente na antena.

Uma vez ajustado o trimpot para deflexão zero, ele deve ter sua agulha de M1 movimentada quando o transmissor for ligado.

Comprovado o funcionamento instale-o numa caixinha comor a da figura 3.

 

   Figura 3 – Caixa para montagem
Figura 3 – Caixa para montagem

 

 

Lista de Material

Q1, Q2 - BC548 ou equivalentes transistores NPN de uso geral

D1 - 1N34 ou qualquer diodo de germânio

P1 -10 k - trimpot

M1 - 0-200 µA - VU meter

S1 - Interruptor simples

B1- 3 V - 2 pilhas

XRF - Choque de 47 µH a 500 µH

C1 -100 nF - capacitor cerâmico

R1 - 2M2 x 1/8 W - resistor (vermelho, vermelho, verde)

R2 – 10 k x 1/8 W - resistor (marrom, preto, laranja)

R3, R4 - 4k7 x 1/8 W – resistores (amarelo, violeta, 'vermelho)

Diversos: ponte de terminais, suporte de pilhas, antena telescópica, caixa para montagem, fios, solda etc.

 


Opinião

Novos tempos (OP213)

O mundo mudou. Depois da pandemia e também da guerra na Ucrânia o mundo será outro. Estamos presenciando e percebendo isso. Já não somos mais os mesmos.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia