Mini Gerador de Sinais de FM e VHF (INS558)

Este simples gerador de sinais modulado por um tom é de grande utilidade na bancada do reparador de receptores de FM e aparelhos que operam com VHF. Simples de montar, ele utiliza componentes comuns.

Descrevemos um ultra-simples gerador de sinais para a bancada que utiliza apenas dois transistores e é alimentado por pilhas comuns.

O gerador produz sinais na faixa de 70 a 120 MHz, sendo de grande utilidade na comprovação de funcionamento de receptores e no ajuste de radinhos de FM.

O circuito tem um oscilador de relaxação com transistor unijunção produzindo um tom de áudio com a forma de onda mostrada na figura 1.

 

   Figura 1 – O sinal modulador
Figura 1 – O sinal modulador

 

Este sinal é aplicado a uma etapa de RF que tem um circuito ressonante que determina a frequência de operação do gerador.

Na versão original utilizamos um velho trimmer de porcelana, mas ele pode ser trocado por um capacitor variável retirado de um rádio FM fora de uso.

Para aplicar o sinal ao receptor em teste tanto podemos usa fios com garras como uma pequena antena que possibilite sua irradiação.

 

Montagem

Na figura 2 temos o diagrama completo do pequeno gerador de sinais.

 

   Figura 2 – Diagrama do gerador
Figura 2 – Diagrama do gerador

 

A montagem menos compromissada feita numa ponte de terminais isolados é mostrada na figura 3.

 

   Figura 3 – Montagem em ponte de terminais
Figura 3 – Montagem em ponte de terminais

 

Uma placa de circuito impresso é mostrada na figura 4.

 

   Figura 4 – Placa de circuito impresso para a montagem
Figura 4 – Placa de circuito impresso para a montagem

 

 

A bobina L1 consiste em 4 espiras de fio telefônico rígido com diâmetro de 1 cm aproximadamente.

L2 consiste em 3 espiras enlaçada em L1.

Para facilitar o enrolamento desta bobina, use um lápis como referência ou forma provisória.

A bobina pode ser alterada para se alcançar frequências mais altas, conforme mostra a figura 5.

 

   Figura 5 – Alterando a bobina
Figura 5 – Alterando a bobina

 

Na montagem, observe as posições dos transistores e também os tipos de capacitores que são todos cerâmicos.

Os resistores são de 1/8 W com qualquer tolerância.

O circuito também gerará barras na tela de um televisor antigo analógico, servindo de gerador de prova para ajustes dos circuitos de varredura.

 

Q1 – 2N2646 – transistor unijunção

Q2- BF494 – transistor NPN de RF

L1 – bobina – ver texto

CV – trimmer ou variável – ver texto

S1 – Interruptor simples

B1 – 6 ou 9 V – pilhas ou bateria

P1 – 100 k ohms – potenciômetro

R1, R4 – 10 k ohms – resistores – marrom, preto, laranja

R2 - 470 ohms – resistor – amarelo, violeta, marrom

R3 – 47 ohms – resistor – amarelo, violeta, preto

R5 – 8k2 ohms – resistor – cinza, vermelho, vermelho

R6 – 100 ohms – resistor – marrom, preto, marrom

C1 – 47 nF – capacitor cerâmico

C2 – 10 nF – capacitor cerâmico

C3 – 4,7 nF – capacitor cerâmico

C4 -100 nF – capacitor cerâmico

C5 – 4,7 pF – capacitor cerâmico

 

Diversos:

Placa de circuito impresso ou ponte de terminais, suporte de pilhas ou conector de bateria, caixa para montagem, fios, solda, etc.

 

 

 


Opinião

Eventos e muito mais (OP212)

Nosso grande destaque deste mês é o nossa Jornada do Desenvolvimento, que ocorrerá em três etapas sendo a primeira a que foi realizada entre 9 e 13 de agosto. Ela foi uma preparação para as demais que devem ocorrer em setembro e outubro, com oficinas de desenvolvimento com o Edukit SigFox e a Franzininho, numa jornada com os próprios criadores.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia