Will, Allow e Outros Termos (ING053)

Já abordamos em artigos anteriores desta série o uso de termos como may, must, can designando diversos graus de necessidade de se obedecer a uma especificação, com conseqüências que podem ir desde a simples não garantia de funcionamento até a queima imediata. Neste artigo veremos um texto interessante de um conhecido conjunto de CIs da Motorola em que os termos will, may, allow e outros são usados para descrever de forma precisa o que um componente faz e como ele faz isso. O comentário desse texto será interessante para que os leitores tenham uma idéia de quão precisa deve ser uma folha de aplicações de um componente.

A palavra will pode ser usada de diversas maneiras na língua inglesa. Além de ser usado para designar o futuro, will também pode ser usado para designar formas modais, ou seja, que expressem certeza, intenção ou ainda um pedido feito de modo delicado.

 

Assim, quando dizemos:

 

“They will be here at 12:00”

Esse will significa que eles estarão aqui às 12:00 com 100% de certeza.

 

Por outro lado, podemos usar o will para designar uma intenção:

 

“The telephone is ringing. I’ll get it”

Veja neste caso o uso da forma contraída I will, passando para I’ll. Nesta forma, temos a expressão de uma intenção: o telefone está tocando vou (tenho a intenção) de atendê-lo.

 

Finalmente, podemos dizer:

 

Will you please pass the pencil”.

Neste caso, o will é usado para expressar um pedido delicado ou educado: por favor, passe-me o lápis.

 

Mas, como o que nos interessa é o uso desse e de outros termos em eletrônica, vejamos como isso pode aparecer num Datasheet, tomando por base o seguinte texto do CMOS/NMOS Special Functions Data da Motorola:

“The MC14026 will encode nine bits of information and serially transmit this information upon receipt of a transmit enable, TE (active low) signal. Nine inputs may be encoded with binary data (0, 1, open) allowing 39 (19 683) different codes. Three decoders are present available; all use the same transmitter – the MC14026.”


Vocabulário:

Encoder – codificar

Serially – serialmente

Receit – recibo, recebimento, recepção

Enable – habilitação

Allowing – permitindo (to allow = permitir)

Decoders – decodificadores

Available – disponivel, disponíveis

Same – mesmo

 

Observe o uso de “will encode”  como indicativo de intenção ou seja, designando que o circuito integrado “tem por finalidade” ou “vai”  codificar nove bits de informação.

 

Mais adiante temos o uso do “may” indicando a necessidade das entradas serem codificadas digitalmente, com dados binários.

 

Também devemos alertar o leitor para a diferença de significado entre present e actual.

 

Present significa no momento, atualmente enquanto que actual significa real.

 

Podemos então traduzir o texto da seguinte forma:

 

“O MC14026 irá codificar nove bits de informação e transmitir serialmente essa informação mediante o recebimento de um sinal de habilitação para transmitir, TE (ativa no nível baixo). Nove entradas  podem ser codificadas com dados binários (0, 1 ou aberto), permitindo 39 (16 693) códigos diferentes. Três decodificadores são disponíveis atualmente; todos usam o mesmo transmissor – o MC14026.

 

Indo além, podemos seguir no mesmo datasheet e analisar o seguinte texto em que trata das funções que se destacam nesses circuitos integrados (features = destaques).

 

Features

  • May be Addressed in either Binary or Trinary
  • Trinary Addressing Maximizes Number of Codes
  • Interfaces with RF, Ultrasonic or Infrared Transmission Medias
  • On-Chip R/C Oscillator. No Crystal Required
  • 4,5 to 18 V Operation
  • 2,9 V low Voltage Version Available by Special Order”

 

Vocabulário:

Addressed – endereçado

Either – tanto quanto

Trinary – ternário

Maximizes – maximiza

Interfaces – interfaceia

Medias – Mídias, meios

On-Chip – no próprio chip

Required – exigido

 

Logo na primeira frase observamos o uso do may como “pode” dando a opção de se selecionar o código na forma binária ou ternário. Não expressa, portanto uma obrigatoriedade total, pois da a opção de se usar um ou outro código.

 

Encontramos também o uso do termo trinary (ternário) para designar o código com 3 estados possíveis, 0, 1 ou aberto. Com três possibilidades por “bit”, obtemos maior quantidade de combinações de código, maximizando assim as possibilidades de uso do componente, o que é muito importante nesse tipo de aplicação.

 

Podemos então traduzir o texto da seguinte forma:

 

“Destaques:

  • Pode ser endereçado tanto em binário como ternário.
  • Ternário maximiza o número de códigos.
  • Interfaceia com mídias de RF, ultrassônicas ou infravermelhas.
  • Oscilador R/C no próprio chip. Não necessita de cristal.
  • Operação de 4,5 a 18 V.
  • Versão de baixa tensão de 2,9 V disponível sob pedido especial.

 

Em função do que vimos podemos recordar os significados de outros modais, com alguns exemplos:

 

might:

 

Indicando menos de 50% de certeza:

“He might be at the store” (ele pode estar na loja)  - Não há certeza absoluta de que ele esteja lá.

 

Pedido delicado:

Might I borrow your pencil?” (Me empresta seu lápis?) – uma requisição delicada.

 

 

Should:

 

Advertência:

“You should keep it cool” (você deve mantê-lo fresco) – uma advertência, pois se você não o fizer podem ocorrer conseqüências

desagradáveis.

 

Quase que certeza absoluta (90%):

“He should do well on the examinations” (ele deve ter ido bem nos exames) – expressando uma quase certeza disso.

 

Acrônimos e Abreviações:

RF – Radio Frequency – rádio freqüência

IR – Infrared – infravermelho

UV – Ultraviolet – ultravioleta

MUX – Multiplexer – multiplexador

DEMUX – Demultiplexer – demultiplexador

FET – Field Effect Transistor – Transistor de efeito de campo

JFET – Junction Field Effect Transistor – transistor de efeito de campo de junção.

ADC – Analog-to-Digital Converter – Conversor analógico para digital

DAC – Digita-to-Analog Converter – Conversor digital para analógico

LED – Light Emiiting Diode – Diodo emissor de luz

VCO – Voltage Controlled Oscillator – Oscilador controlado por tensão

LCD – Liquid Crystal Display – Mostrador de cristal líquido.


Opinião

O que vem pela frente (OP210)

Uma das características do Instituto Newton C. Braga é a manutenção do ritmo de suas realizações, independentemente do que se passa no nosso mundo. Não foi a pandemia, nem crises de qualquer tipo que alteraram nosso ritmo de trabalho.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)